Home / 3/5 / [Opinião] O Progresso da Humanidade, de Rui Cardoso Martins

[Opinião] O Progresso da Humanidade, de Rui Cardoso Martins

16435144Autor: Rui Cardoso Martins
Editora: Escrit’orio Editora
Páginas: 19
Contos Digitais: #17
Origem: Gratuito online

Sinopse: 1939, vésperas da II Guerra, manchete do DN. “Coisas que Não Estão Certas: haver lobos em terras do Continente português é uma vergonha. É um sinal de primitivismo, de barbárie, de atraso, que não se compadece com as expressões do nosso progresso”. Mas 70 anos depois Oliveira vai matar os lobos e salvar Portugal.

Opinião: A misteriosa morte de Oliveira, cujo corpo apareceu no Gerês em condições muito degradadas, é o mote deste conto, que para a descrição da personagem e dos acontecimentos que levaram ao seu final escolhe uma mistura de registos num seu diário, investigação policial de evidências e relatos de testemunhas.

Oliveira era um homem estranho, com tendências fascistas, que me pareceu andar ainda à procura do seu lugar no mundo, pela insconstância de interesses e de experiências que foi vivendo. A sua obsessão com o ideal fascista leva-o a Santa Comba Dão, berço de Salazar, e aí encontra um recorte de jornal com 70 anos, sobre a presença de lobos na floresta, o que seria sinal de atraso civilizacional. Tantos anos depois, os lobos voltaram à serra e Oliveira decide ir caçá-los.

É uma história interessante, com um final repleto de ironia e de certo modo, alegórico. O que retirei deste final é que o ser humano é o principal responsável por muitos dos males que caem sobre si, resultado de ações que empreendeu a bem do “progresso”. 

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.