Home / 2/5 / [Opinião] Clarkesworld #5 (Fevereiro 2007)

[Opinião] Clarkesworld #5 (Fevereiro 2007)

cw_05_350O quinto número da Clarkesworld traz dois contos de autores de quem nunca tinha ouvido falar. A ilustração da capa entitula-se “Aeropolis” e é da autoria de Tomasz Maronski.

 

Chewing Up the Innocent“, Jay Lake

Este conto segue a descoberta por parte de um pintor em part-time da importância que a arte tem na sua vida. De desenhos ocasionais da amada filha Ariadne e outras pinturas muito mais alternativas, que servem basicamente como escape aos seus “fantasmas”, este homem passa a pintar profissionalmente, após incentivo de um amigo.

Esta história não me cativou. Os dilemas do protagonista quanto à sua vocação vs. vida familiar nada me disseram. O tom da escrita, entre o coloquial e o irreverente, também não contribuiu para aumentar o meu interesse. Deixou-me indiferente. 1/5

 

Attar of Roses“, Sharon Mock

Rosalaia é uma feiticeira que vive nas montanhas a norte, com o seu pai, também ele feiticeiro. Vivem numa terra incorrupta, onde a magia flui a seu bel-prazer. No oeste, abundam feiticeiros tiranos, nas suas cidades cheias de escravos, de corrupção e de podridão. Rosalaia tem o poder da graça e da beleza, e por isso o pai mantém-na escondida no seu castelo; ainda assim desperta o interesse dos grandes senhores do oeste. Temendo um futuro negro para a sua terra, Rosalaia é forçada a aceitar um pedido de casamento e a viagem para terras de oeste acaba por revelar muitas surpresas.

Gostei deste conto. A história acaba por tomar um rumo algo inesperado, mostrando que nem tudo é o que parece, começando em Rosalaia e terminando nas expectativas que tem face ao amor. Achei a escrita poética e rica, e fica por isso a vontade de ler mais coisas desta escritora. – 3/5


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.