Home / 3/5 / [Opinião] Private – Agência Internacional de Investigação, de James Patterson e Maxine Paetro

[Opinião] Private – Agência Internacional de Investigação, de James Patterson e Maxine Paetro

15784632Autor: James Patterson e Maxine Paetro
Título Original: Private (2009)
Série: Jack Morgan #1
Editora: TopSeller
Páginas: 384
ISBN: 9789898626097
Tradutor: José João Leiria
Origem: Comprado

Sinopse: Jack Morgan, antigo fuzileiro naval e agente da CIA, herdou do seu pai a Private, uma reputada agência internacional de investigação e segurança e, com ela uma carga de trabalhos que pode levá-lo ao ponto de rutura. Os segredos dos homens e mulheres mais poderosos chegam diariamente a Jack e aos seus agentes, que usam técnicas forenses de ponta para resolver os seus casos. Como se não lhe bastasse ter de apurar a verdade sobre um escândalo de jogo ilegal na liga de futebol americano e tentar resolver um inquérito criminal sobre as mortes selváticas de 18 raparigas, Jack ainda vai ter de desvendar o tenebroso assassínio da mulher do seu melhor amigo — e sua antiga amante. Com uma narrativa que se desenvolve a um ritmo alucinante, Private: Agência Internacional de Investigação é o mais excitante e vibrante thriller de James Patterson.
 

Opinião: James Patterson é um nome que vejo constantemente citado como um dos escritores mais lucrativos do mundo, quase sempre com livros presentes nos tops dos mais vendidos. É sabido que isso não quer necessariamente dizer que os seus livros têm qualidade, mas foi o suficiente para despertar o meu interesse, a fim de perceber afinal o que atrai tantos leitores. O autor já tem vários livros publicados pela Editorial Presença, mas a minha escolha recaiu numa publicação recente da TopSeller, co-escrito com Maxine Paetro.

Private – Agência Internacional de Investigação tem como personagem central Jack Morgan, um ex-fuzileiro que herdou do seu problemático pai uma agência de investigação criminal bastante reputada, que utiliza tecnologia de ponta, e que se movimenta nas altas esferas da sociedade americana, em Los Angeles. Jack e os seus companheiros de trabalho vêm-se a braços com três casos diferentes: suspeitas de viciação de resultados no campeonato de futebol americano, assassinato em série de raparigas adolescentes e o homicídio da esposa de um dos melhores amigos de Jack.

E assim, em capítulos bastante curtos (uma média de 2-3 páginas), o leitor vai sendo levado no autêntico comboio de alta velocidade que é este livro, rumo à resolução dos casos. Pelo meio, os autores ainda conseguem abordar a vida pessoal de Jack, o que inclui traumas de guerra e as suas relações amorosas. Pelo que li, parece que esta técnica dos capítulos curtos é imagem de marca do autor e, na minha opinião, funciona bem no contexto de um thriller como este: normalmente, é deixada uma ponta solta “resolvida” no capítulo seguinte. Isto resulta numa leitura rapidíssima, porque a curiosidade do leitor em relação aos próximos desenvolvimentos fica quase sempre em alta.

Não achei que tivesse sido a melhor decisão haver três casos em investigação. Percebo que o leitor fica com uma boa ideia do dinamismo da agência, mas os casos acabam por não ser muito aprofundados e um deles tem uma resolução relativamente rápida. Por outro lado, não sei muito bem o que pensar de Jack Morgan: o seu lado mulherengo e indeciso irritou-me um bocado, mas achei que é uma personagem com potencial para evoluir tendo em conta o seu passado e as suas relações familiares. Existem algumas personagens secundárias interessantes, nomeadamente a companheira de trabalho e ex-namorada de Jack, Justine, ou o irmão gémeo de Jack, mas que desejei terem sido melhor desenvolvidas.

Foi uma leitura que correspondeu ao que esperava em termos de rapidez e interesse que a leitura me despertou, mas que ficou um pouco aquém quanto à profundidade do enredo e do desenvolvimento das personagens. Fico curiosa por ler os próximos da série.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.