Home / 4/5 / [Opinião] Baby Blues #1-3

[Opinião] Baby Blues #1-3

3895958Já há vários anos que tinha esta série de comics debaixo de olho, sempre que passava por eles na Feira do Livro de Lisboa. Este ano, por razões óbvias, o meu interesse era bastante superior e, por isso, após ver algumas tiras na internet, decidi adquirir os primeiros três volumes desta famosa série. Baby Blues começou a ser publicado em 1990 e tem vindo a crescer desde então, contando atualmente com mais de 40 volumes, entre livros da série e especiais. 

A premissa é simples: Darryl e Wanda são pais pela primeira vez e, como é habitual, têm um longo caminho de aprendizagem pela frente. Entretanto, vão vivendo as situações típicas dos recém-pais: as noites sem dormir, as incertezas ao lidar com o bebé, as saudades da vida anterior, já não sabendo viver de outra forma, e por aí em diante. Em volumes de cerca de 130 páginas, Rick Kirkman e Jerry Scott captam a essência do que é ser pai pela primeira vez, com situações hilariantes e que retratam muito fielmente a aventura que é cuidar de um bebé. Mas não só, os autores abordam também as alterações inevitáveis na dinâmica entre o casal, com a tentativa constante de equilibrar os indivíduos que são com o papel de pai e mãe, e as relações com terceiros, nomeadamente com avós e amigos.

16091202

Depois, as personagens são adoráveis. Zoe, a bebé, é uma mini-terrorista que chora a toda a hora e que não deixa os pais dormir. Darryl é o pai narigudo que descobre, pelo meio do vendaval que é a filha, um amor incondicional, e Wanda é a mãe faz-tudo, quase sempre preocupada com o sucesso que está a ter no papel de mãe. Estes três primeiros livros cobrem parte do primeiro ano de Zoe (mais ou menos até aos 8-9 meses) e estão repletos de situações em que me revi bastante e que me fizeram rir de tão certeiras. Os bonecos, apesar de a preto e branco, são muito engraçados e bem conseguidos.

18043271

O único senão é que por vezes as situações estão um pouco datadas. A preocupação desde o início de poupar dinheiro para o ingresso do filho na faculdade, algumas referências culturais (Twin Peaks aparece amiúde) e a ausência do telemóvel no dia-a-dia como pais – pelo menos eu ando sempre com o meu em punho para tirar fotos. Mas isto são apenas detalhes, porque o essencial mantém-se muito atual. Penso que estes livros terão particular sucesso com leitores que foram pais recentemente, apesar de poder agradar a todos. 

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.