Home / 3/5 / [Opinião] Coisas Que Acarinho E Me Morrem Entre Os Dedos, de Dulce Maria Cardoso

[Opinião] Coisas Que Acarinho E Me Morrem Entre Os Dedos, de Dulce Maria Cardoso

16162202Autor: Dulce Maria Cardoso
Editora: Escrit’orio Editora
Páginas: 14
Contos Digitais: #11
Origem: Gratuito online

Sinopse: Uma mulher tem um encontro marcado com um desconhecido. O desconhecido tem sempre tanto de sedutor quanto de ameaçador. Que fazer? A mulher demora-se, frente ao computador. Atrasa-se. Talvez se afunde nos abismos que um psicólogo garantiu existirem no seu interior. Talvez se perca no outro lado do mundo, em Bangladesh, onde nunca faz frio. Ou talvez, ainda, se entregue nos braços de Machina ex Deus.

Opinião: Este conto de Dulce Maria Cardoso foi a primeira coisa que li da autora portuguesa e uma das motivações para ter lido O Retorno. A história é contada na primeira pessoa por uma mulher que se caracteriza pela dificuldade em socializar e por recorrer à Internet como forma de escape, como um sítio onde tudo se pode encontrar.

No conto, esta mulher relata um pedaço de um dia da sua vida, numa manhã em que tinha encontro marcado com um homem que contactou no Facebook, cujo blogue leu de fio a pavio e que vai finalmente conhecer. O conto aborda temas como a alienação social, a rapidez com que as relações se desenrolam nos dias que correm, facilitadas pela Internet, e a questão de muitas vezes acharmos que conhecemos as pessoas só porque lemos aquilo que escrevem e divulgam na Internet. A leitura fluiu e foi agradável, apesar de no final ter ficado a vontade de conhecer um pouco mais sobre a história da protagonista.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.