Home / 4/5 / [Opinião] Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson

[Opinião] Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson

Autor: Bill Bryson
Título Original: A Short History of Nearly Everything (2003)
Editora: Bertrand
Páginas: 496
ISBN: 9789722519205
Tradutor: Daniela Garcia
Origem: Aquisição pessoal

Sinopse: Uma pesquisa digna de um mamute, anos de investigação e como resultado… O Big Bang, os dinossauros, o aquecimento global, geologia, Einstein, os Curies, a teoria da evolução, a gasolina com chumbo, a teoria atómica, os quarks, os vulcões, os cromossomas, o carbono, os organismos edicarianos, a descontinuidade de Moho, o ADN, o Charles Darwin e um zilião de outras coisas. Em linguagem não demasiado científica, sempre clara e com as devidas anotações, o leitor é conduzido, por este autor extremamente divertido e bem informado, numa viagem através do tempo e do espaço, cujo prato forte é também revelar-nos algumas ironias do desenvolvimento científico. Esta é verdadeiramente uma obra que nos dá a sensação de ter o mundo na palma da mão.

Opinião: Já não me lembro o que foi exatamente que me despertou a atenção para este livro, mas decidi guardá-lo para um momento em que me apetecesse ler algo fora da ficção e que, ao mesmo tempo, me ensinasse alguma coisa. 

No prefácio do livro, Bill Bryson revela o seu desapontamento pela abordagem demasiadamente complicada que boa parte dos livros científicos utiliza, alienando muitas vezes os leigos não curiosos o suficiente para mergulharem num mar de conceitos complexos. Deste modo, Bill Bryson empreendeu uma pesquisa de 3 anos com o objetivo de escrever um livro que tocasse nos pontos fulcrais da história do universo, do planeta Terra e da Humanidade, numa linguagem acessível ao comum dos mortais.

Este livro é uma viagem pelos primórdios da existência, desde o surgimento do Universo, passando pela formação do sistema solar e terminando no aparecimento da vida e do ser humano no planeta Terra. Enquanto percorremos os acontecimentos mais importantes destas várias fases, Bill Bryson aborda vários campos de estudo, como a física, a química ou a geologia para contextualizar as evoluções mais relevantes.

Numa abordagem descomplexada e muitas vezes bem-humorada, Bill Bryson vai apresentando ao leitor uma série de factos e curiosidades interessantíssimos, tornando temáticas que à primeira vista poderiam parecer complicadas ou aborrecidas em momentos de leitura aprazíveis e educativos. Duas ideias principais ficam retidas após a leitura deste livro: o quão pequenos somos e a inevitabilidade e a força da Natureza. 

Como ponto menos positivo, tenho apenas a apontar os saltos constantes entre temas, acontecimentos e personagens, que compreendo serem difíceis de contornar num livro que se propõe a contar a história de “quase tudo”, mas que por vezes me pareceram um pouco exagerados. Não invalida que seja um livro interessantíssimo, que ensina e educa no tom ideal. Recomendo.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.