Home / 4/5 / [Opinião] Nelson Mandela, de Albrecht Hagemann

[Opinião] Nelson Mandela, de Albrecht Hagemann

Autor: Albrecht Hagemann
Título Original: Nelson Mandela (1995)
Editora: Expresso (Colecção “A minha vida deu um livro”)
Páginas: 175
ISBN: n.d.
Tradutor: Ana Mendes
Origem: Comprado

Sinopse: Nelson Mandela tornou-se um símbolo mundial de inabalável resistência contra o racismo e a tirania, mas também da vontade de reconciliação com o antigo inimigo. A sua história de vida é como uma lenda e, no entanto, é um puro relatório de factos: de jovem pastor a advogado em Joanesburgo, a cidade de ouro, de «acusado número um» no Processo de Rivonia a condenado a prisão perpétua em Robben Island, de prisioneiro mais famoso do mundo a primeiro Presidente negro da África do Sul.

Opinião: Existem personalidades que, por uma razão ou outra, nos atraem e cujo percurso queremos conhecer ao pormenor. Nelson Mandela é, para mim, um desses casos. Sabia um pouco sobre quem era, sobre o seu percurso, mas o fascínio que exerce sobre mim, a sua aura quase mágica, impeliu-me a querer saber mais. Por isso, aproveitando a iniciativa do jornal O Expresso, li esta sua biografia, um pequeno aperitivo tendo em conta a grandiosidade e intensa história de vida de alguém que marcou a história da Humanidade.

Este pequeno livro é, essencialmente, um relato cronológico da vida política e pessoal de Nelson Mandela. Por essa razão, a narrativa, embora interessante, torna-se pouco fluida e exige-nos máxima concentração para apreendermos os dados essenciais.

Ao longo de quase 200 páginas, vamos conhecendo o espírito batalhador e incómodo de Nelson Mandela que, como sabemos, lutou pelo fim do Apartheid na África do Sul. A sua luta, ainda que nunca apelando à violência, não foi tão pacífica como pensava e, em consequência da mesma, acabou por ser detido durante largos anos. Este relato permite-nos conhecer melhor um homem forte animicamente, que nunca sobrepôs a sua vontade/desejo pessoal aos interesses de uma Nação. Acompanhamos momentos marcantes, e dolorosos, da sua luta, mas somos, igualmente, espectadores de importantes conquistas, algumas das quais até encaradas com grande sentido de humor pelo protagonista.

Em simultâneo com o seu percurso político, que se pauta pelo envolvimento em partidos e organizações que ora eram reconhecidos ora sobreviviam na ilegalidade, conhecemos Nelson Mandela enquanto cidadão comum. Conhecemos as suas raízes, as suas crenças, os seus desejos/expectativas amorosas, os seus percalços e discussões por algo melhor para estabilizar a sua vida pessoal. Mandela surge, aos olhos do leitor, como simples filho, marido, pai e avó… sem expectativas de maior.

Esta pequena biografia é apenas uma pequena amostra da vida desta personalidade história. Mas é, ainda assim, um excelente trabalho que pode complementar e fazer-nos compreender melhor filmes que, recentemente, estiveram em cena, como, por exemplo, Invictus (2009). No cômputo geral, é fácil depreender desta obra que, embora a luta de Mandela tenha sido sempre com grande sacrifício próprio, valeu a pena. – Cristina

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.