Home / 3/5 / [Opinião] Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins

[Opinião] Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins

Autor: Suzanne Collins
Título Original: The Hunger Games (2008)
Série: Os Jogos da Fome #1
Editora: Editorial Presença
Páginas: 256
ISBN: 9789722342391
Tradutor: Jaime Araújo
Origem: Comprado

Sinopse: Num futuro pós-apocalíptico, surge das cinzas do que foi a América do Norte Panem, uma nova nação governada por um regime totalitário que a partir da megalópole, Capitol, governa os doze Distritos com mão de ferro. Todos os Distritos estão obrigados a enviar anualmente dois adolescentes para participar nos Jogos da Fome – um espectáculo sangrento de combates mortais cujo lema é «matar ou morrer». No final, apenas um destes jovens escapará com vida… Katniss Everdeen é uma adolescente de dezasseis anos que se oferece para substituir a irmã mais nova nos Jogos, um acto de extrema coragem… Conseguirá Katniss conservar a sua vida e a sua humanidade? 

Opinião: Depois de ler tantas opiniões positivas, foi com grande curiosidade que parti para este livro, apesar de já saber que normalmente não aprecio por aí além literatura dirigida a jovens adultos.

Os Jogos da Fome é um livro que se insere dentro do género de ficção científica distópica, narrado na primeira pessoa pela jovem de 16 anos Katniss Everdeen. A história desenrola-se em Panem, a versão pós-apocalíptica dos Estados Unidos da América, que se encontra dividido em 12 distritos; Katniss vive no Distrito 12, aquele que é considerado mais pobre e também o mais ignorado, apesar de ser rico em carvão. Os distritos são controlados pelo Capitólio, que anualmente organiza um evento transmitido na TV – os Jogos da Fome – no qual 24 adolescentes entre os 12 e os 18 anos, um rapaz e rapariga de cada distrito, cujo objetivo é que se matem uns aos outros de modo a que no fim só um sobreviva. No sorteio anual, a sorte é madrasta e a irmã de Katniss, Prim, é a escolhida para representar o Distrito 12, mas Katniss não hesita em tomar o lugar da irmã para a proteger. E, basicamente, o resto do livro gira em torno da participação de Katniss nos Jogos da Fome.

Em primeiro lugar, tenho a dizer que gostei bastante da premissa deste livro. Achei original o conceito dos Jogos da Fome (apesar de haver quem aponte esta história como muito semelhante a um livro chamado Battle Royale) e agradou-me tudo o que respeita à descrição de Panem, do seu funcionamento e história. Contudo, penso que a contextualização é manifestamente insuficiente; isto pode ser “justificado” pelo facto de a história ser narrada por Katniss, que talvez não soubesse muito mais, ou porque a autora pretende expandir a contextualização nos dois volumes seguintes. Ainda assim, soube-me a pouco, ainda para mais porque é “perdido” muito tempo com os já típicos dilemas românticos adolescentes que se encontram nestes livros, para os quais, muito sinceramente, não tenho paciência. Mas tenho de dizer que não é tão mau neste livro como em outros que já li.

Achei a escrita bastante direta e simples, como seria de esperar tendo em conta a faixa etária a que se dirige. Não simpatizei em especial com a personagem principal, que, se por um lado se demonstra bastante emocional no que respeita ao amor pela irmã, por outro lado se mostra um pouco fria no decorrer dos Jogos da Fome. Gostei mais de algumas personagens secundárias, como Prim ou Cinna, o estilista de Katniss para a participação nos Jogos. 

De um modo geral, foi uma leitura rápida e interessante, mas que, pessoalmente, teria sido muito mais cativante com protagonistas adultos e um maior desenvolvimento do contexto distópico em que se desenvolve. Ainda não decidi se vou ler os dois livros seguintes. 

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.