2014 Reading Challenge

2014 Reading Challenge
Célia has read 0 books toward her goal of 75 books.
hide

Estou a Ler

Newsletter

Arquivo

Creative Commons License This blog by Estante de Livros is licensed under a Creative Commons Atribuição-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

Visitas desde 20/07/2007

[Opinião] Os Pilares da Terra – Volume 2, de Ken Follett

Wednesday, May 4, 2011 Post de Célia

Autor: Ken Follett
Título Original: The Pil­lars of the Earth (1989) — 2.ª metade
Editora: Editorial Presença
Páginas: 609
ISBN: 9789722338196
Tradutor: Alice Rocha

Sinopse: Na Inglaterra do século XII, Tom, um humilde pedreiro e mestre-de-obras, tem um sonho majestoso – construir uma imponente catedral, dotada de uma beleza sublime, digna de tocar os céus. E é na persecução desse sonho que com ele e a sua família vamos encontrando um colorido mosaico de personagens que se cruzam ao longo de gerações e cujos destinos se entrelaçam de formas misteriosas e surpreendentes, capazes de alterar o curso da história. Recheado de suspense, corrupção, ambição e romance, Os Pilares da Terra é decididamente a obra-prima de um autor que já vendeu 90 milhões de livros em todo o mundo.

 

 

Opinião: Depois da boa impressão causada pelo primeiro volume, parti à descoberta do segundo, com o qual ainda me surpreendi e muito. Os Pilares da Terra (Vol. II) é uma continuação fascinante, onde, a cada página volvida, o interesse da estória se vai intensificando. Como consequência do meu (enorme) deleite, preparo-me para adquirir a saga Um Mundo Sem Fim, de Ken Follett.

 

A acção deste volume ocorre entre 1140 e 1174. Apesar das disputas pelo trono da Inglaterra continuarem, agora, a estória tem, sobretudo, como pano de fundo, a aldeia de Kingsbridge, onde a construção de uma catedral vai ter graves e grandes implicações na vida das muitas personagens. No seio desta iniciativa está vincada a dicotomia que marca toda a obra: de um lado, encontramos o Bem, onde, apesar de alguns defeitos/imperfeições, se encontram Jack, Ellen, Aliena; do outro o Mal, representado por William, Waleran ou Walter, para quem tudo vale em nome dos seus interesses pessoais.

 

Ao longo dos vários capítulos, vamos saltitando entre o Presente e o Passado da vida das personagens, cujos caminhos, por mais tortuosos que sejam, acabam sempre por se cruzar. A trama é marcada por um misto entre a fome pelo poder e o desejo de fazer mais e melhor pelos outros, sendo que muitos acontecimentos apelam ao lado mais emocional do leitor. Graças a descrições vivas e extremamente realistas, o leitor sente-se mais próximo das personagens e mais facilmente se identifica com elas ou as repugna. Aliás, diga-se, um dos grandes aspectos positivos de Os Pilares da Terra é a forma como, psicologicamente, as personagens são trabalhadas e aprofundadas.

 

Nunca pensei que a obra de Ken Follett me marcasse tanto. Sinto que ainda estou a reviver, e a absorver, alguns dos momentos lidos. A sua escrita simples e a sua vivacidade cativaram-me por completo e, graças a elas, esta saga é já uma das minhas preferidas. No final de mais de 1000 páginas, fiquei com a sensação de que a obra não se tinha esgotado. A cada página, a cada capítulo, o interesse renovou-se, porque o autor soube delinear uma história plausível, recheada de novidades, de surpresas, de suspense e onde, ainda assim, no final, a felicidade, com contornos diferentes (e insuspeitos) para cada personagem, impera. – Cristina

 

 

Classificação: 5/5 – Adorei


9 Responses to “[Opinião] Os Pilares da Terra – Volume 2, de Ken Follett”

  1. É uma obra agradável. Dentro do género histórico-policial é um livro bastante bom, dos melhores que li. Cativante durante quase toda a narrativa mas um pouco excessivo em tamanha. Note-se, no entanto, que há mais e melhor literatura para além do género histórico-policial.

    Cumprimentos,
    Filipe de Arede Nunes

  2. Maurício Cerqueira says:

    Estou a ler este 2º volume depois de ter lido e amado o 1º volume. A história continua muito bem escrita e extremamente viciante.
    Recomendo vivamente este livro de Ken Follett

    Cumprimentos,
    Maurício Cerqueira

  3. Pedro says:

    =)

    É sempre muito agradável ver que alguém ficou tão “apanhado” pelo livro como eu!
    Irei estar sempre apaixonado por Jack e Aliena… LOL
    E William será sempre o meu pior inimigo.

    Quanto a “Um Mundo Sem Fim”, eu adorei porque simplesmente foi fantástico voltar a Kingsbridge. As personagens e a história não serão tão épicas (acho que se nota um pouco mais o arrastar da história), mas é igualmente intenso. Também irás gostar ;)

  4. Isabel says:

    Das melhores coisas que já li. Devorei!

  5. mariana says:

    Estou a adorar,mas só me arrependo de ter visto a série primeiro :(
    o factor surpresa perdeu-se um pouco

    • Isabel says:

      Pois, ficamos com tendência a imaginar as personagens como as vimos na televisão… Leia o Um Mundo Sem Fim e já não vai ter esse problema. Também é muito bom.

  6. ronan says:

    Sao só 2 volumes? e onde acho pra comprar?

    • Estante de Livros says:

      Em Portugal, encontra-se em qualquer livraria. No Brasil, não faço a mínima ideia…


Leave a Reply