Home / 5/5 / [Opinião] Uma Casa na Escuridão, de José Luís Peixoto

[Opinião] Uma Casa na Escuridão, de José Luís Peixoto

Autor: José Luís Peixoto
Editora: Quetzal
Páginas: 253
ISBN: 9789725648223
Origem: Comprado

Sinopse: «Então, fechei os olhos com força e fixei-me no que via. Esta era uma das coisas que fazia desde pequeno, que tinha descoberto por acaso e que imaginava ser eu a única pessoa a fazer no mundo. Fechava os olhos e via. Via o que se vê com os olhos fechados (…) Isto é o que se vê quando fechados os olhos e continuamos a ver: a cor negra e os pequenos seres de luz que a habitam. E não se consegue olhar fixamente nem para o negro nem para a luz. Os pontos ou as linhas ou as figuras de luz fogem da atenção. O negro é tão absoluto, tão profundo, tão infinito que o olhar avança por ele sem encontrar um lugar onde possa deter-se. Mas, naquela noite, comecei a distinguir algo dentro desse negro.»

Opinião: José Luís Peixoto é um dos escritores mais importantes da chamada “nova geração” portuguesa, que tem vindo a ser descoberta, nos últimos tempos, pelos leitores portugueses e não só, como comprovam as variadas traduções das suas obras que têm sido feitas.

Peixoto tem vindo a percorrer um caminho seguro na sua carreira, rumando passo a passo à consagração como escritor “conceituado”, deixando de ser apenas uma “eterna promessa”. Prova disso tem sido a recepção mais do que positiva, quer da crítica, quer do público leitor, à sua mais recente obra, de nome Livro.

Uma Casa na Escuridão é uma das suas primeiras obras, e daquelas que mais chamou a atenção para o talento literário do seu autor. A história é quase um ensaio sobre o Mal presente nas vidas das personagens. É difícil explicar uma história, que é um conjunto de várias histórias que personificam o Mal, o inferno de viver, a solidão ou até a parte mais negra do Amor.

O livro é belo de tão triste, luminoso de tão melancólico, fantástico de tão poético; é a chamada poesia romanceada, onde as palavras ganham um significado poético e onde a vida é retratada com alguma desesperança, mas também com alguma luminosidade.

Não é um livro fácil de ler, de tão depressivo e negro, mas é uma obra maravilhosa que se lê com prazer. – Ricardo

Classificação: 5/5 – Adorei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.