Home / 4/5 / [Opinião] Ravelstein, de Saul Bellow

[Opinião] Ravelstein, de Saul Bellow

Autor: Saul Bellow
Título Original: Ravelstein (2000)
Editora: Editorial Teorema
Páginas: 227
ISBN: 9726954657
Tradutor: Rui Zink
Origem: Comprado

Sinopse: Saul Bellow, Prémio Nobel da Literatura em 1976, nasceu no Canadá em 1915. A partir da biografia de Allan Bloom, Bellow “inventa” Ravelstein. Os diálogos de Platão – «O Banquete», «A Apologia de Sócrates», «Fédon» – suportam a interrogação sobre o sentido da vida, o amor, a morte, mas a filosofia pura e dura dissipa-se para deixar vir à superfície a humanidade do filósofo. Ravelstein e Chick vivem e interrogam-se, amam e esperam. Profundamente humano e sempre comovente, o mais recente romance de Saul Bellow é uma viagem através do amor e da memória. É um livro corajoso, sombrio e desoladamente divertido: uma elegia à amizade e às vidas bem (ou mal) vividas.

Opinião: Abe Ravelstein é um professor bastante conceituado numa das melhores Universidades dos EUA, e o seu grande desejo era que um grande amigo lhe dedicasse uma biografia da sua vida cheia de agitação e de peripécias. Esse desejo vai ser realizado mas de uma outra forma, já que esta história é contada por outro olhar que não o do seu amigo.

Em tempos de mudança nos EUA, e com o fervilhar de acontecimentos importantes a acontecer no resto do mundo, a vida de Ravelstein vive também ela uma mudança decisiva quando contrai SIDA, o que irá mudar a relação com tudo e todos ao seu redor, principalmente com o seu grande amigo Chick, que também fica à beira das portas da morte.

Neste livro, Saul Bellow consegue construir uma falsa biografia de Ravelstein, onde podemos conhecer alguns episódios relevantes para perceber a sua importância na sociedade americana de então, assim como conhecer os seus pensamentos sobre algumas coisas importantes, tais como o amor, a amizade e a Guerra.

O mais interessante desta obra é ver que Bellow constrói uma história em livro como se fosse um biopic cinematográfico, com uma escrita clara e concisa e que agrada ao leitor, envolvendo-o na história de vida de uma personagem interessantíssima. Foi o primeiro livro que li de Bellow, mas fiquei com curiosidade em conhecer mais da obra deste autor que foi premiado com o Prémio Nobel. – Ricardo

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.