Home / 3/5 / Por Que Escrevo e Outros Ensaios

Por Que Escrevo e Outros Ensaios

Autor: George Orwell
Título Original: Why I Write (1946); Politics and the English Language (1946); As I Please (1944); The Frontiers of Art and Propaganda (1941); Literature and Totalitarism (1941); A Hanging (1931); The Lion and the Unicorn: Socialism and English Genius (1941)
Editora: Antígona
Páginas: 154
ISBN: 9789726081968
Tradutor: Desidério Murcho
Origem: Empréstimo

Sinopse: George Orwell (1903-1950) foi um dos mais importantes ensaístas de meados do século XX. Esta é uma selecção de ensaios que Orwell publicou entre 1928 e 1949, incluindo trabalhos curtos, de apenas duas páginas, e outros de maior fôlego, que chegaram a ser publicados em livro. São ensaios que abordam temas políticos e literários, publicados em revistas e jornais, e servidos por uma prosa magistral.

Opinião: George Orwell é já um dos meus escritores preferidos, apesar de ainda não conhecer toda a sua obra. Li as obras de ficção mais conhecidas, 1984 e A Quinta dos Animais, e com Por Que Escrevo e Outros Ensaios, já são dois os livros de ensaios que leio de sua autoria. Tendo gostado imenso do Livros & Cigarros, foi com algum entusiasmo que iniciei esta outra compilação, mas a verdade é que o pendor político deste conjunto de sete ensaios é muito mais vincado e a vida e experiência do autor ficam bastante para segundo segundo plano.

Os primeiros seis ensaios são relativamente curtos, sendo que o último, O Leão e o Unicórnio: o Socialismo e o Génio Inglês ocupa metade do livro. Este longo ensaio, que foi publicado em livro no ano em que foi escrito, em plena 2.ª Guerra Mundial, começa com as impressionantes palavras:

Enquanto escrevo, seres humanos civilizadíssimos sobrevoam-me, tentando matar-me.

Depois, Orwell discorre longamente sobre as características do povo inglês, que atravessaram séculos, e sobre a posição de Inglaterra na 2.ª Guerra Mundial. Foi o texto que mais me interessou neste livro, apesar de ser talvez o que mais exige ao leitor o conhecimento contextual.

Também gostei bastante de Por Que Escrevo, que será o mais pessoal dos ensaios aqui incluídos. Nele, Orwell conta um pouco sobre o impulso que desde pequeno o levou a escrever histórias e como as letras o foram acompanhando e às vicissitudes da sua vida. Um Enforcamento é impressionante, texto em que Orwell descreve um enforcamento a que assistiu enquanto estava na Birmânia.

O que se nota em todos os ensaios, goste-se mais ou menos do tema tratado, é a eloquência e clareza com que Orwell apresenta os seus pontos de vista. Apesar de eu considerar a política, de um modo geral, um tema enfadonho, Orwell tem o condão de tornar as suas exposições interessantes, pela sua escrita clara e pela paixão que extravasa das suas opiniões. Algumas das suas perspectivas futuras não se revelaram acertadas (especialmente no que se refere ao triunfo do socialismo sobre o capitalismo), mas não deixa de ser fascinante conhecer as suas opiniões sobre a situação da Inglaterra e do mundo face à ameaça da Segunda Guerra Mundial. Não me tendo cativado tanto como o anterior livro de ensaios que li, penso que a leitura de Por Que Escrevo e Outros Ensaios vale a pena, em especial se houver particular interesse sobre os temas que aqui se tratam e se já houver conhecimento prévio da obra de Orwell. 

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.