Home / 3/5 / [Opinião] O Príncipe Corvo, de Elizabeth Hoyt

[Opinião] O Príncipe Corvo, de Elizabeth Hoyt

Autor: Elizabeth Hoyt
Título Original: The Raven Prince (2006)
Série: Princes #1
Editora: Livros de Seda
Páginas: 326
ISBN: 9789727707027
Tradutor: Miguel Martins Rodrigues
Origem: Empréstimo

Sinopse: «Nessa mesma noite, naquela que foi a mais estranha cerimónia alguma vez testemunhada, Aurea casou-se com o corvo.» Little Battleford, Inglaterra rural, segunda metade do século XVIII. Assistindo à constante debilidade das finanças familiares, Anna Wren, recentemente enviuvada, vê-se na necessidade de encontrar emprego. Culta e letrada, torna-se secretária de Edward de Raaf, conde de Swartingham. Homem de um carácter que a vida tornou mordaz e inflexível, de rosto e corpo marcado por cicatrizes de infância, tudo parece indicar que Anna Wren será uma secretária a prazo. Numa improvável partida do destino, ambos despertam o lado mais secreto do outro, rapidamente desenvolvendo um desejo mútuo e de forte carga erótica, inicialmente não assumido.Na Inglaterra do Império e das conquistas ultramarinas, nas vésperas da Revolução Industrial, conseguirá o preconceito e o conservadorismo separar duas almas talhadas para se unirem?

Opinião: Não sei porquê, mas este foi um livro cujo lançamento em Portugal, que data de 2009, me passou completamente ao lado. Em 2010, li algumas opiniões sobre ele que me suscitaram curiosidade e como me estava a apetecer uma leitura mais leve, trouxe-o da biblioteca.

Trata-se basicamente de um livro dentro do género dos da Laura Lee Guhrke, focando-se no evoluir da relação entre duas pessoas, com a Inglaterra do século XVIII como pano de fundo. Anna Wren é uma jovem viúva que se vê a braços com uma situação financeira particularmente delicada e aceita o emprego como secretária do conde de Swartingham, um homem de posses, mas marcado fisicamente e psicologicamente por acontecimentos do passado. E assim a história se vai desenrolando, sendo que o final é basicamente aquilo que se espera.

O início de cada capítulo apresentam-nos excertos que nos vão contando uma espécie de conto de fadas sobre um príncipe enfeitiçado e transformado em corvo. Gostei bastante de ir acompanhando esta história paralela e achei que, até certo ponto, se entrelaça bem com a história que estamos a ler.

Este foi um livro que me deixou com sentimentos contraditórios: se, por um lado, gostei imenso do pressuposto de que parte e do desenvolvimento inicial da história, por outro pareceu-me que a partir de determinada altura o enredo se torna banal e igual a tantos outros. Elizabeth Hoyt tem uma escrita agradável e um pouco acima da média para livros deste género, o que só abona em seu favor, mas a escrita ou história foram apenas suficientes para que esta fosse uma leitura agradável, mas não marcante. Fico contente por tê-lo lido emprestado. 

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.