Home / Booking Through Thursday / [Booking Through Thursday] Periódicos

[Booking Through Thursday] Periódicos

Até eu leio outras coisas para além de livros de tempos a tempos… como revistas! Que revistas/jornais lês?

 

Nos tempos que correm, já muito raramente compro/leio revistas ou jornais. Houve uma altura em que comprava religiosamente a Premiere e a Blitz (nunca fui grande fã de revistas generalistas), e cheguei mesmo a ser assinante, mas actualmente a Internet consegue satisfazer as minhas necessidades informativas a praticamente todos os níveis.
Nem mesmo as revistas literárias compro/leio. Já tive oportunidade de desfolhar a Os Meus Livros (a LER nunca li), mas continuo a achar – preconceito, talvez – que estas revistas são um pouco elitistas. No entanto, há pouco tempo experimentei uma revista literária que gostei imenso, a BANG!.

 

Acho que a minha experiência pessoal acaba por reflectir um pouco a tendência futura dos periódicos. Tenho a sensação que hoje em dia a grande maioria das pessoas que continua a comprar jornais e revistas são as que se habituaram a isso ao longo da vida. Pessoalmente, a Internet fornece-me a informação que necessito, e por isso os períódicos já não têm o encanto que tiveram em tempos.

 


Sobre Célia

  • Ricardo

    Ainda sou do tempo antigo, compro jornais.Fui habituado assim desde pequeno e mesmo que vejo um artigo na internet que me interesse a primeira coisa a fazer é mesmo comprar o jornal. o meu pai diariamente compra o Jornal de Noticias e, por vezes, compra o jornal desportivo “Ojogo”.

    Compro, religiosamente, o Público à sexta-feira por causa do suplemento Ipsilon e gosto de o comprar ao Domingo. Compro também Blitz, excepto quando não me interessa, e gosto da “Ler” e dos “Meus Livros” mas isso apenas quando as entrevistas me interessam. Por vezes gosto de comprar um semanário,mas não é lá muito usual. Por último, a “Sport Life” e a “Time Out-edição Porto” também entram em minha casa habitualmente.

    • Ricardo

      ahhh…a minha noção de paraíso num Domingo de manhã é ter os jornais na mesa e o café com leite pronto 😛 nem sempre isso acontece, tenho que fazer o café 🙂

  • Gosto de ler revistas em papel, de me sentar na esplanada da praia em tardes de Inverno com sol. Leio a Marketeer, a Visão e há dias em que compro o Público também. É sempre uma tarde bem passada!

  • Costumo ler o Público online (preferia mil vezes pagar para aceder ao site do que comprar em papel) as notícias raramente têm erros e de facto existe uma sensibilidade muito grande por parte dos jornalistas. Lembro-me quando o professor Paulo Carvalho da Faculdade de Letras da UP morreu todos os jornais meteram uma foto da polícia a levar o cadáver. Foi uma imagem de quem conviveu com o professor chocou bastante. No público tiveram o cuidado de escrever uma notícia sobre o percurso académico e profissional e mostraram uma foto dele em vivo (que é assim que queremos lembrar do professor).

    Também costumo ler a Blitz para ver as notícias dos festivais e novidades. Tudo online claro.

    A nível de papel irei começar a adquirir a revista “Os meus livros” (que há à venda no quiosque ao lado da faculdade) e se sugerir o volume da Dagon também irei adquirir – há que apoiar estas iniciativas.

  • blackjewel

    Bem… actualmente só compro uma revista mensal, que é a Loud (musica). Também tenho a revista Bang! mas ainda não a li toda e parece muito interessante. Recentemente consegui adquirir a Dagon mas ainda não a li.

  • Leio a Os meus livros, mas só quando os temas da capa me interessam.
    Tenho por hábito comprar o DN aos Sábados e/ou Domingos.
    De resto leio na internet tudo o mais, em especial a ipsilon.

  • Ah! Ainda tenho o prazer de folhear uma revista ou jornal! Mas a internet funciona muito bem, uma vez que não dá pra comprar todos os periódicos que às vezes quero ler, uma notícia ou outra!

  • Leio o JN e o Público online e o Metro e/ou o Destak quando o meu colega do lado os traz.

    Revistas, praticamente não leio a não ser se estiver à espera de ser atendida algures e não tiver um livro comigo. Quando era mais nova, fui assinante da “Super Interessante”.

    • Estante de Livros

      Quando a Super Interessante apareceu, comecei a comprá-la e ainda comprei durante bastante tempo, mas depois comecei a desinteressar-me e acabei por deixar de comprar… Mas era uma revista com artigos muito interessantes 🙂

      Célia

  • kikwasses

    Porque achas as revistas de livros preconceituosas? eu tambem tenho essa sensação mas não sei porque. continua com o blog ;D

    • Estante de Livros

      Não, o que eu disse foi que as achava elitistas, mas que talvez fosse preconceito da minha parte. Disse isso porque acho que aqueles livros mais “populares” e que os críticos profissionais normalmente não lêem são praticamente ignorados por essas revistas. E pareceu-me existir alguma tendência para opinar sobre livros de determinadas editoras, o que acaba por deixar de lado outros que poderiam ser interessantes.

  • Filipa

    Leio o Diário Económico e a Marketeer, por ser da minha área de trabalho e porque é um tema que me interessa e me ajuda a estar a par das novidades e das temáticas importantes da área.

    Compro também o DN ao Domingo, porque já criei este hábito.

    De resto, já fui assinante da revista OML, mas hoje em dia, a internet satisfaz a minha curiosidade acerca dos livros que foram/são/irão ser publicados.

  • Estante de Livros

    Obrigada a todos por partilharem as vossas experiências 😉