Home / 4/5 / [Opinião] Antes do Amanhecer, de Sara MacDonald

[Opinião] Antes do Amanhecer, de Sara MacDonald

Autor: Sara MacDonald
Título Original: The Hour Before Dawn
Editora: ASA
Páginas: 300
ISBN: 9789892308487
Tradutor: Isabel Alves
Origem: Comprado

Sinopse: Quando a jovem Fleur conhece David, piloto de helicópteros do exército britânico, apaixona-se imediatamente e não hesita em abandonar o seu sonho de ser bailarina para se dedicar ao casamento. Tudo parece perfeito: embora longe de Inglaterra, o casal tem em Singapura uma vida repleta de exotismo e duas encantadoras filhas gémeas, Nikki e Saffie. Mas esta felicidade tem um fim abrupto quando David morre num acidente. Desamparada e só, Fleur prepara-se para regressar a Inglaterra com as filhas, quando Saffie, com cinco anos, desaparece misteriosamente.
Vinte e oito anos depois, Nikki vive na Nova Zelândia e aguarda com ansiedade a visita da mãe, a quem sempre culpou pelo desaparecimento da irmã. Mas agora é Fleur quem desaparece durante um voo de escala em Singapura, o epicentro de todos os dramas. Nikki inicia então uma viagem arriscada com o objectivo de encontrar a mãe e enfrentar os fantasmas do seu passado.
Nenhuma delas poderia imaginar a dimensão dos segredos que a história da família esconde…

Opinião: Este livro é daqueles que trazem as margens das páginas pintadas, neste caso de cor-de-rosa. Isto, a juntar à capa também em gamas de rosa, faz prever uma história nos mesmos tons. Nada podia ser mais errado e a leitura da sinopse deixa entrever um pouco do tom sombrio que envolve este enredo.

As personagens centrais deste livro são uma mãe e uma filha, separadas por uma tragédia no passado, quando a irmã gémea de Nikki desapareceu sem deixar rasto e esta culpou a mãe pela sua neglicência. Nos anos 70, Fleur encontrava-se com o marido em Singapura, pois este era militar e estava em constantes missões. Depois da trágica morte de David, Fleur entra numa letargia que só mais à frente na história é explicada e, num momento de distracção, a pequena Saffie desaparece para nunca mais ser encontrada.

A história começa no presente, quando Fleur decide ir à Nova Zelândia visitar uma Nikki bastante grávida. A escala de Fleur em Singapura é o mote para o desenterrar de todos os fantasmas do passado, cujos contornos a autora vai desvendando e entrelaçando com os acontecimentos presentes.

É um livro que nos fala de tragédias não ultrapassadas, de mal-entendidos e da imensa dor que a perda de um filho provoca. Não só um filho, mas neste caso um gémeo: diz-se que a ligação entre gémeos é mais forte do que a que liga normalmente dois irmãos; não sei se é, mas acho que a autora conseguiu descrever muito bem esta ligação, conferindo-lhe ao mesmo tempo uma espécie de carácter sobrenatural. Apesar dos elementos policiais presentes, é um livro que trata essencialmente da psicologia do ser humano e na sua luta contra o ultrapassar da dor.

Foi uma leitura que me absorveu por completo. As páginas viraram-se com tal rapidez que foi num instante que, com pena, o vi chegar ao fim. Gostei da forma como Sara MacDonald conta a sua história e apresenta e contrói as suas personagens. A partir de certa altura, os elementos de mistério desvanecem-se e existe alguma previsibilidade, mas os elementos imprevistos também são alguns. De um modo geral, foi uma boa surpresa.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.