Home / 7/10 / [Opinião] Uma Oferta Irrecusável, de Jill Mansell

[Opinião] Uma Oferta Irrecusável, de Jill Mansell

Autor: Jill Mansell
Título Original: An Offer You Can’t Refuse (2008)
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 320
ISBN: 9789898032751
Tradutor: Susana Valdez
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Lola não pretendia aceitar o suborno da mãe do seu namorado para pôr um fim à relação com ele. Ainda por cima porque a mãe de Dougie é arrogante e insuportável. Mas depois Lola descobre que uma das pessoas que mais ama está desesperada e a única maneira de a ajudar é ficar com o suborno e partir o coração de Dougie. Dez anos depois, Lola reencontra-se com Dougie e descobre que os seus sentimentos por ele estão mais fortes do que nunca. Ela faria tudo para o ter de volta, mas nunca lhe poderá contar a verdade. Mesmo sendo bonita, persuasiva e infinitamente otimista, será que vai conseguir ultrapassar a frieza dele e reconquistar-lhe o coração?

Opinião: Já há algum tempo que tinha curiosidade em ler um livro da Jill Mansell (tenho mesmo A Felicidade Mora ao Lado por ler), mas só agora com este Uma Oferta Irrecusável surgiu oportunidade de experimentar.

A oferta irrecusável a que o título deste livro se refere é feita a Lola pela mãe do seu namorado, Dougie, por achar que a jovem não está à altura do filho e pelas diferenças entre a classe social em que cada um deles se insere. Apesar de inicialmente rejeitar, Lola acaba por aceitar o dinheiro devido a um problema financeiro grave na sua família. Dez anos depois, Lola é gerente de uma livraria e é convidada para um evento onde irá reencontrar o seu antigo namorado. Aí, percebe que ainda tem sentimentos por ele e decide-se a demonstrar-lhe esse facto.

Previsivelmente, o resto da história centra-se na luta de Lola por reconquistar Dougie e demonstrar-lhe que não o deixou por dinheiro, por ser interesseira ou não gostar dele. Mas, ao contrário do que seria de esperar, o livro não se centra apenas no par principal: muitas são as personagens secundárias e as histórias paralelas que vão contribuindo para enriquecer um mosaico no qual o leitor se sente quase sempre em afinidade com as vidas das personagens que acompanha.

O que mais me agradou neste livro foi ser extremamente divertido; é notável o sentido de humor que a autora demonstra, através de várias situações hilariantes em que coloca as suas personagens e dos diálogos e pensamentos das mesmas. É um livro com uma história algo previsível, mas menos do que seria de esperar. Também não é uma obra-prima, mas não é isso que se pretende: é um livro leve, divertido, ideal para passar uns momentos descontraídos. Gostei. 

Classificação: 7/10 – Bom

Livro n.º 20 de 2010


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.