Home / 5/10 / [Opinião] Encontre Deus na Cabana, de Randal Rauser

[Opinião] Encontre Deus na Cabana, de Randal Rauser

Autor: Randal Rauser
Título Original: Finding God in the Shack (2009)
Editora: Planeta
Páginas: 142
ISBN: 9789896570552
Tradutor: Paula Castro
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: O livro «A Cabana», de William P. Young, tornou-​se um best-​seller mundial e, embora a sua leitura tenha afectado muitas vidas, ainda existem muitos leitores que têm dúvidas sobre a sua verdadeira mensagem. No livro, é narrada a tragé dia do assassinato da filha mais nova de Mack Allen Phillips, numa cabana abandonada. O brutal crime deixa o pai da menina devastado e envolto na mais profunda angústia e tristeza. Quatro anos passa­dos, Mack recebe um convite de Deus para passar um fim-​de-​semana na mesma cabana onde ocorreu o assassínio. Este convite mudará para sempre a vida deste pai angustiado. Randal Rauser, escritor e teólogo, revela neste livro todas as mensagens divinas de amor, paz e perdão contidas n´«A Cabana» e explica por que Deus se manifesta de diferentes formas e por que devemos acei­tar o seu convite para começarmos a mudar a nossa vida encontrando a ver­dadeira paz de espírito.

Opinião: É do conhecimento geral que, quando estamos perante grandes sucessos de vendas, surgem normalmente os livros “sucedâneos”, que pretendem analisar com mais detalhe o livro original e (porque não dizê-lo?) aproveitar-se um pouco do seu sucesso.

Este Encontre Deus na Cabana centra-se quase em exclusivo na análise da forma “inovadora” que William P. Young escolheu para representar o seu Deus e a Trindade. Compara-a e tenta integrá-la com as noções comuns e mais conservadoras, abordando temas como o modalismo (o facto de Deus, Jesus e o Espírito Santo serem apenas uma entidade), a omnipresença de Deus ou o seu poder evitar o mal.

Face à minha opinião sobre o livro original, não é de estranhar que tenha encarado esta leitura com algum cepticismo, movendo-me principalmente a curiosidade por conhecer (e tentar perceber) perspectivas de encarar o tema quase opostas à minha. A verdade é que o conteúdo do livro acaba por ser mais dirigido a crentes e a pessoas que tenham um conhecimento teológico relativamente aprofundado, apesar de a linguagem ser bastante acessível e de se notar a preocupação do autor em apresentar exemplos para aquilo que tenta explicar. Julgo que aborda alguns aspectos de discussão relevantes para os interessados, incluindo mesmo no final de cada capítulo várias questões para reflexão.

É um livro que recomendo a quem gostou de “A Cabana” e que pretenda aprofundar um pouco mais o que o autor pretendeu transmitir com esta “nova” abordagem ao tema da religião. Para os restantes, não me parece ser uma leitura essencial. 

Classificação: 5/10 – Razoável

Livro n.º 17 de 2010


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.