Home / 8/10 / [Opinião] Sangue Oculto, de Charlaine Harris

[Opinião] Sangue Oculto, de Charlaine Harris

Autor: Charlaine Harris
Título Original: Dead to the World (2004)
Série: Sangue Fresco #4
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 272
ISBN: 9789896371791
Tradutor: Renato Carreira
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Sookie terminou a sua relação com Bill após considerar que ele a traiu. Um dia, quando sai do trabalho para casa, depara-se com um vampiro nu e desorientado. Rapidamente ela percebe que ele não tem a mínima ideia de quem é nem para onde vai, mas Sookie sabe: ele é Eric e parece tão assustador e sexy – e morto – como no dia em que o conheceu. Mas agora como Eric está com amnésia, torna-se doce e vulnerável, e necessita da ajuda de Sookie – porque seja quem for que lhe tirou a memória, agora quer tirar-lhe a vida. A investigação de Sookie leva-a a uma batalha perigosa entre bruxas, vampiros e lobisomens. Mas pode existir um perigo ou ameaça ainda maior – ao coração de Sookie, porque estando Eric mais gentil e mais doce… é muito difícil resistir.

Opinião: Sangue Oculto é o 4.º livro da Saga do Sangue Fresco, de Charlaine Harris, e traz-nos mais uma aventura contada na primeira pessoa pela já nossa conhecida Sookie Stackhouse. Mais uma vez, Sookie vê-se metida no meio dos assuntos dos vampiros quando encontra Eric Northman amnésico à beira da estrada, no caminho para casa ao fim de um dia de trabalho. Mais tarde, Sookie descobre que um grupo de bruxas invadiu Shreveport e enfeitiçou Eric, por motivos desconhecidos. Ao mesmo tempo, o seu irmão Jason desaparece misteriosamente e Sookie desconfia que os dois acontecimentos poderão estar ligados. O livro, sempre dinâmico, descreve-nos a procura de Sookie pelo irmão e a ajuda que presta aos vampiros na luta contra as bruxas.

Como já nos habituou, Charlaine Harris apresenta-nos um livro cheio de humor, mistério e personagens sobrenaturais. Tal como os anteriores, este não é nenhuma obra-prima, mas foi um livro que me divertiu, cativou e que me prendeu nas suas páginas durante o tempo em que o tive nas mãos. Eric é uma personagem que tem vindo a crescer na saga e à qual Charlaine Harris tem dado cada vez mais protagonismo. Confesso que gosto muito dele e foi engraçado vê-lo mais doce e preocupado… mas na minha opinião o verdadeiro e misterioso Eric é uma personagem bem mais interessante. Também gostei bastante do reaparecimento de Alcide, o lobisomem que já tínhamos tido oportunidade de conhecer no volume anterior. Temos ainda um novo ser sobrenatural a aparecer neste livro – uma fada – e como tão pouco foi revelado sobre as suas capacidades, fiquei bastante curiosa para saber mais.

Sou completamente fã desta série de livros, e não deixo de sentir curiosidade pela forma como este (e o anterior) irão ser adaptados à série televisiva (True Blood), uma vez que Bill praticamente desaparece de cena, dando o protagonismo a Eric.

Para terminar, deixem-me dizer-vos que, segundo o blog oficial da saga, a autora estará em breve em Portugal. Charlaine Harris fará uma viagem pela Europa entre 28 de Fevereiro e 12 de Março, pelo que estará por cá algures nesse intervalo de tempo. Lá estarei! 

Classificação: 8/10 – Muito Bom

Livro n.º 3 de 2010


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.