Home / 6/10 / [Opinião] A Prenda, de Cecelia Ahern

[Opinião] A Prenda, de Cecelia Ahern

Autor: Cecelia Ahern
Título Original: The Gift (2008)
Editora: Editorial Presença
Páginas: 268
ISBN: 9789722342490
Tradutor: Catarina Gândara
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Todos os dias Lou Suffern, um arquitecto bem-sucedido de Dublin, travava uma batalha inglória com o relógio, na tentativa vã de responder às múltiplas solicitações profissionais, familiares e sociais. Vivia a um ritmo vertiginoso. O seu desejo de sucesso afastou-o do que era realmente importante na sua vida. E assim foram correndo os dias até àquela gelada manhã de terça-feira em que resolveu oferecer um café a Gabe, o sem-abrigo que costumava sentar-se perto da entrada do seu escritório. À medida que o Natal se aproxima e que Lou vai privando mais de perto com Gabe, a sua perspectiva do tempo vai-se alterando… Emocionante e divertida, esta narrativa onde está sempre presente o espírito de Natal, faz-nos reflectir sobre a importância do tempo e rever as prioridades na nossa própria vida.

Opinião: A escritora irlandesa Cecelia Ahern é mais conhecida pelo seu sucesso de venda PS – Eu Amo-te, de 2004, especialmente após este livro ter sido adaptado ao grande ecrã, com um filme protagonizado por Gerard Butler e Hillary Swank, de 2007. A partir daí, os seus livros têm sido um grande sucesso de vendas em Portugal, e Thanks for the Memories sairá também em breve na língua portuguesa.

Quanto a este A Prenda, é um livro que decorre na época do Natal e se enquadra bem no espírito natalício, contando a história de Lou Suffern, um homem que tinha as suas prioridades de vida um pouco trocadas, dedicando quase todo o seu tempo ao trabalho e ao objectivo de subir na carreira, e deixando a família para trás. No entanto, o encontro com o sem-abrigo Gabe vai mudar um pouco a perspectiva com que Lou encara o que realmente importa na vida.

Tendo lido este livro imediatamente a seguir a Um Cântico de Natal de Charles Dickens é quase impossível não fazer comparações entre as duas histórias, pois ambas se centram em personagens egoístas e com os seus valores trocados que, por intervenção de terceiros, se apercebem do quanto estavam enganados e mudam radicalmente a sua postura na vida. Apesar desta mudança um pouco forçada nas personagens de ambos os livros, acaba por funcionar muito melhor em “Um Cântico de Natal”, não só pela habilidade do escritor em contar a sua história, como pela forma como consegue fazer-nos acreditar na existência da magia e do sobrenatural.

Como tal, A Prenda não é uma história propriamente muito original, mas ainda assim contém alguns ensinamentos importantes e que, apesar de básicos, acabamos muitas vezes por esquecer. É um livro que recomendo a quem gostou de outros livros da autora e a quem gosta de ler histórias imbuídas do espírito natalício. 

Classificação: 6/10 – Bom, mas recomendado com reservas


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.