Home / 8/10 / [Opinião] O Festim dos Corvos, de George R.R. Martin

[Opinião] O Festim dos Corvos, de George R.R. Martin

Autor: George R. R. Martin
Título Original: A Feast for Crows (1.º metade)
Série: As Crónicas de Gelo e Fogo #7 | Chronicles of Ice and Fire #4.1
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 488
ISBN: 9789896370978
Tradutor: Jorge Candeias
Origem: Comprado

Sinopse: Continuando a saga mais ambiciosa e imaginativa desde O Senhor dos Anéis, As Crónicas de Gelo e Fogo prosseguem após o violento triunfo dos traidores. Enquanto os senhores do Norte lutam incessantemente uns contra os outros e os Homens de Ferro estão prestes a emergir como uma força implacável, a rainha regente Cersei tenta manter intacta a força dos leões em Porto Real. Os jovens lobos, sedentos por vingança, estão dispersos pela terra, cada um envolvido no perigoso jogo dos tronos. Arya abandonou Westeros rumo a Bravos, Bran desapareceu na vastidão enigmática para além da Muralha, Sansa está nas mãos do ambicioso e maquiavélico Mindinho, Jon Snow foi proclamado comandante da Muralha mas tem que enfrentar a vontade férrea do rei Stannis e, no meio de toda a intriga, começam a surgir histórias do outro lado do mar sobre dragões vivos e fogo… Numa terra onde muitos se proclamaram como reis e rainhas, todos estão convidados para O Festim dos Corvos. Venha descobrir quem serão os sobreviventes!

Opinião: De cada vez que se aguarda por um livro da saga As Crónicas de Gelo e Fogo, as expectativas aumentam. Neste sétimo volume, O Festim dos Corvos, a acção desenrola-se de forma mais calma, mas, ainda assim, cativante. O autor aproveitou para alargar as perspectivas do leitor e desenvolver muitas histórias paralelas à acção central.

O Festim dos Corvos começa marcado pelos acontecimentos finais do sexto volume, mas o autor decide deixá-los a pairar na mente do leitor, enquanto se aventura para novas paragens e novas personagens. O foco da acção passa para um círculo de personagens menores que, no entanto, têm uma palavra a dizer no que à acção central diz respeito. Esta mudança é bastante positiva, porque permite dar novo fôlego à história e evitar repetições numa intriga que está para durar

O autor George R. R. Martin continua a deslumbrar-nos pela forma como descreve todos os cenários, permitindo-nos vislumbrar o que não vemos e, sobretudo, fazendo-nos participar na acção. Tal como a acção, as nossas simpatias vão oscilando de volume em volume, descobrindo novos atractivos nas personagens existentes (e foram poucas as referidas neste livros) e nas novas. O nascer de novas intrigas, de novos salvadores e de novos amores capta, ao longo do livro, a nossa atenção e cada página revela-se uma surpresa.

Escolhi, sem dúvida, a altura certa para ler este livro, dado que já aí está o oitavo volume: Mar de Ferro. Não vou perder o balanço e não vou deixar que o mistério me roa. É inexplicável como, depois de sete volumes, a obra continua a exercer, sobre mim, este fascínio. Quem ainda não começou a saga, comeceeeeeee… – Cristina

Classificação: 8/10 – Muito Bom


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.