Home / 8/10 / [Opinião] A Casa Torta, de Agatha Christie

[Opinião] A Casa Torta, de Agatha Christie

Autor: Agatha Christie
Título Original: Crooked House (1949)
Editora: ASA
Páginas: 192
ISBN: 9724127818
Tradutor: Maria Georgina Segurado
Origem: Comprado

Sinopse: A numerosa família Leonides vive numa estranha mansão nos subúrbios de Londres, sob o olhar protector, e um tanto controlador, do patriarca Aristide Leonides.
Quando o velho milionário é assassinado, deixa para trás uma longa lista de suspeitos, encabeçada pela própria viúva, cinquenta anos mais nova do que ele.
“Detective” e narrador em A Casa Torta, Charles Hayward não voltaria a figurar em mais nenhum livro de Agatha Christie. Esta participação única é todavia bastante marcante, pois A Casa Torta permaneceria sempre como um dos títulos preferidos da autora e tem, a par de O Assassinato de Roger Ackroyd, um dos mais surpreendentes finais de toda a sua obra.

Opinião: A Casa Torta é o quarto livro que leio desta autora e cada vez fico mais fã. Neste livro, não temos a participação dos famosos detectives criados por Agatha Christie (como Poirot ou Miss Marple), sendo a história contada na primeira pessoa por Charles Hayward, filho de um comissário da Scotland Yard e ao mesmo tempo noivo de Sophie Leonides, neta de um velho e rico empresário, que é envenenado aos 85 anos. A principal suspeita é a sua jovem esposa Brenda, mas até prova em contrário todos os moradores da Casa Torta são suspeitos.

A história vai-se desenrolando nos moldes habituais: um conjunto de suspeitos, a investigação vai avançando e recuando, até que se chega ao final e descobrimos quem é o assassino. Não há dúvidas que isto é uma fórmula; contudo, é a pessoa que a utiliza como base que faz toda a diferença. Agatha Christie, na sua escrita simples e concisa, pinta as personagens de uma forma muito vívida e sabe exactamente por que caminhos está a levar o leitor. Como nos livros que já li dela anteriormente, as pistas estão lá: apesar disso, é inevitável a surpresa final.

Sem dúvida que é uma escritora para continuar a explorar. 

Classificação: 8/10 – Muito Bom


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.