Home / 8/10 / [Opinião] Quem Quer Ser Bilionário?, de Vikas Swarup

[Opinião] Quem Quer Ser Bilionário?, de Vikas Swarup

Autor: Vikas Swarup
Título Original: Q and A (2000)
Editor: Edições ASA
Páginas: 302
ISBN: 9789724148731
Tradutora: Teresa Curvelo
Origem: Comprado

Sinopse: Por que está Ram, um pobre empregado de mesa de Bombaim, na prisão? a) Esmurrou um cliente; b) Bebeu demasiado whisky; c) Roubou dinheiro da caixa; d) É o vencedor do maior prémio de sempre de um concurso televisivo. A resposta certa é a alínea d).
Ram foi preso por responder correctamente às doze perguntas do concurso televisivo Quem Quer Ser Bilionário?. Porque um pobre órfão que nunca leu um jornal ou foi à escola não pode saber qual é o mais pequeno planeta do sistema solar ou o título das peças de Shakespeare. A não ser que tenha feito batota.
Mas a verdade é que foi a própria vida a fornecer-lhe as respostas certas às dozes perguntas cruciais. Desde o dia em que foi descoberto num caixote do lixo que Ram revela instintos de sobrevivência infalíveis e aparatosamente criativos. Espantando uma audiência de milhões, serve-se dos seus conhecimentos de rua para arranjar respostas não só para o concurso televisivo mas também para a própria vida.
Na história do jovem Ram concentra-se toda a comédia, a tragédia, a alegria e a amargura da Índia moderna.
Opinião: O entusiasmo que se criou à volta do filme Quem quer ser bilionário? levou-me a comprar o livro. Sou daquelas que pensa que a literatura ganha às adaptações cinematográficas, nas quais fica sempre a faltar qualquer coisa. Ainda não vi o filme, mas confesso que o livro merece todos e quaisquer elogios que possam ser feitos.

Costuma-se dizer que a vida é uma boa escola e, sem dúvida, não há melhor ditado para resumir o percurso da personagem principal de Quem quer ser bilionário?. Ao longo da obra, acompanhamos várias fases do passado de Ram Mohamed Thomas. É com elas que vai ganhando conhecimentos e “estaleca” para enfrentar os muitos desafios e agruras com que se cruza. Cada momento da sua vida está, directa ou indirectamente, ligado a uma pergunta do concurso de televisão, pelo que, surpreendendo tudo e todos, Ram vai conseguindo superar pergunta a pergunta.

A obra cativa, desde logo, o leitor, dada a forma intempestiva como este conhece Ram. O autor Vikas Swarup surpreende-nos com uma escrita simples e fluida que nos apaixona, a que acrescem descrições detalhadas de uma Índia dividida pela extrema pobreza e a opulência. O realismo é tal que nos parece que o programa decorre mesmo à nossa frente, e, perante as progressivas descobertas nos capítulos, a nossa afinidade com o protagonista aumenta.

Num final totalmente imprevisível, ficam reservadas algumas surpresas para o leitor. Estas despoletam um misto de sentimentos e aguçam, ainda mais, o desejo de ver o filme. Para mim, Quem quer ser bilionário? tem (teve) a força de uma lição. Recomendo! – Cristina

Classificação: 8/10 – Muito Bom


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.