Home / 7/10 / [Opinião] O Dia que Faltava, de Fabio Volo

[Opinião] O Dia que Faltava, de Fabio Volo

Autor: Fabio Volo
Título Original: Il Giorno in Più (2007)
Editor: Editorial Presença
Páginas: 224
ISBN: 9789722341868
Tradutor: Maria Jorge Vilar de Figueiredo
Origem: Recebido para crítica
Sinopse: Durante cerca de dois meses, Giacomo e Michela encontram-se todos os dias de manhã no eléctrico, a caminho do trabalho. Não se falam, apenas trocam olhares, mas para Giacomo esse momento transforma-se rapidamente no mais importante do dia. Até que uma manhã, sem que nada o previsse, Michela aborda-o e convida-o para tomar café, somente para lhe dizer que vai partir para Nova Iorque e não se vão voltar a ver. Giacomo é o tipo de homem que nunca se deixa envolver demais, mas quanto tempo resistirá a correr atrás de um sonho? E estará disposto a arriscar tudo quando, em Nova Iorque, Michela lhe propõe um acordo totalmente inesperado, um jogo para lá do qual não lhe será possível voltar atrás? Um romance que reflecte sobre uma geração em busca de valores, sobre os desafios do amor, da amizade e dos sonhos, e que se tornou um fenómeno em Itália, ao vender mais de 400.000 exemplares nas primeiras semanas após a sua publicação.

Opinião: Giacomo e Michela conhecem-se num eléctrico. Passam cerca de 2 meses a encontrar-se nesse meio de transporte, mas nunca se falam. Um dia, Michela mete conversa com Giacomo para lhe dizer que vai partir para Nova Iorque porque arranjou um novo emprego, e este, aconselhado pela sua amiga Silvia, vai atrás dele para a cidade americana, pressentindo que esse será um passo importante na sua vida. A partir daí, iremos acompanhar a relação dos dois e os dilemas internos que Giacomo terá de enfrentar devido ao seu medo de sempre de se ligar demasiado a uma pessoa.

Este é daqueles livros que se lêem de um só fôlego. A escrita é muito acessível e muitas vezes marcada por momentos de bom humor, principalmente nos acontecimentos do dia-a-dia com que Giacomo se depara. A história tem várias reflexões acerca das coisas que realmente importam na vida e como, muitas vezes, correr riscos é a única forma que temos para as alcançar. Foi uma leitura leve, mas muito agradável! 

Classificação: 7/10 – Bom

 


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.