Home / 7/10 / [Opinião] Jogos de Sedução, de Madeline Hunter

[Opinião] Jogos de Sedução, de Madeline Hunter

Autor: Madeline Hunter
Título Original: Secrets of Surrender (2008)
Série: Rothwell Brothers #3
Editor: Edições ASA
Páginas: 303
ISBN: 9789892304847
Tradutor: Elsa T. S. Vieira
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Numa sala repleta de convivas, os seus olhares cruzam-se com uma intensidade invulgar… mas os seus mundos vão colidir violentamente. Ela é Roselyn Longworth e, antes de a noite terminar, vai ser leiloada. Ele é Kyle Bradwell, o homem que lhe dará a conhecer o Inferno. Todavia, quando vence o leilão, Kyle trata Roselyn com uma delicadeza a que ela não está habituada desde que um escândalo familiar arruinou a sua reputação. E quando finalmente descobre o que o motivou a salvá-la do seu terrível passado, é já demasiado tarde: Roselyn está perdidamente apaixonada pelo homem que sabe os seus mais íntimos segredos. Agora, ele surpreende-a com um pedido de casamento – o primeiro passo num jogo de sedução que exigirá nada menos que a sua completa rendição…

Opinião: Confesso que Jogos de Sedução não estava no topo da minha lista, mas a oportunidade surgiu e aventurei-me. Parecia-me e confirmou-se ser um livro leve e agradável. Não é daqueles que exige muita atenção, mas, ainda assim, tem temáticas de interesse.

O ponto de partida não podia ser mais sui generis: numa sala cheia de homens ricos, rodeados por mulheres de carácter duvidoso, uma mulher de bom nome (e boas famílias) é leiloada. A estranheza da situação cativa-nos, levando-nos a querer saber o motivo de tal acontecimento. Inevitavelmente, de imediato, o leitor simpatiza com a leiloada pela forma como é exposta e, posteriormente, pela forma como é salva. Num conjunto de páginas, a destreza da escrita de Madeline Hunter faz com que pensemos numa variedade de cenários sobre o “porquê?”. E, quando parecemos perceber, surge sempre um imprevisto que transforma a típica história romântica em algo mais.

O excêntrico leilão é, simultaneamente, o motor da história, porque dá azo ao começo de uma estranha, mas apaixonada, relação entre Roselyn e Kyle; mas, também o elo que une todas as personagens, independentemente da esfera social em que vivam. Apesar de algumas semelhanças, o par romântico é o oposto um do outro. A atracção que se estabelece é forte e, muitas vezes, perante as descrições pormenorizadas da autora, transcende as páginas do livro. As viagens ao passado, ao presente e à mente das personagens permitem-nos conhecer o porquê de alguns acontecimentos da estória. Caberá a Roselyn e Kyle lutar e sobreviver numa sociedade que é demasiado rígida e fingidamente crente na moral e nos bons costumes.

A autora soube manter a leitura agradável, mesmo nas partes mais pesadas. As suas descrições são apaixonantes e realistas, sobretudo no que toca aos laços que se criam entre o casal protagonista. Na verdade, a obra encerra um forte cariz erótico, que, ainda assim, não se torna banal. Numa ideia final, Jogos de Sedução é para todos os que acreditam que o Amor tudo vence. – Cristina

Classificação: 7/10 – Bom


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.