Home / 5/10 / [Opinião] Marcada, de P.C. Cast e Kristin Cast

[Opinião] Marcada, de P.C. Cast e Kristin Cast

Autor: P.C. Cast + Kristin Cast
Título Original: Marked (2007)
Série: Casa da Noite #1
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 312
ISBN: 978896371296
Tradutor: Susana Serrão
Origem: Recebido para crítica
 
Sinopse: Zoey Redbird tem 16 anos e vive num mundo igual ao nosso, com uma única excepção: os vampyros não só existem como são tolerados. Os humanos que os vampyros “marcam” como especiais entram na Casa da Noite, uma escola onde se vão transformar em vampyros ou, se o corpo o rejeitar, morrer. Para Zoey, apesar do medo inicial, ser marcada é uma verdadeira bênção. É que ela nunca encaixou no mundo normal e sempre sentiu que estava destinada a algo mais. Mas mesmo na nova escola a jovem sente-se diferente dos outros: é que a marca que a Deusa Nyx lhe fez é especial, mostrando que os seus poderes são muito fortes para alguém tão jovem. Na Escola da Noite, Zoey acaba por encontrar amizade e amor, mas também mentira e inveja. Afinal, nem tudo está bem no mundo dos vampyros e os problemas que pensava ter deixado para trás não se comparam aos desafios que tem pela frente.

Opinião: Antes de mais, deixem-me dizer-vos que, apesar da comparação com a série de livros da Stephenie Meyer, tão em voga, este livro me recordou muito mais os livros do Harry Potter, pelo facto de contar a história de uma jovem, curiosamente também com uma marca na testa, que ingressa numa escola de vampyros onde os jovens marcados iniciam uma aprendizagem adaptada à sua nova condição. Zoey Redbird, de 16 anos, vê-se subitamente a braços com uma nova vida, em que terá de aceitar os seus novos poderes e aprender a utilizá-los da melhor forma. Neste tarefa, Zoey é acompanhada por um grupo de amigos que a vão ajudar a integrar-se na sua nova casa.

Este é um livro de tom marcadamente juvenil, que se reflecte na linguagem simples e nos diálogos e descrições pouco elaboradas. A história, apesar de alguns elementos originais, pareceu-me bastante linear e muitas vezes previsível, e mesmo as personagens poderiam ter tido mais algum desenvolvimento. A leitura é rápida, fluida e potencialmente cativante para o público-alvo a que se dirige. A mim, pessoalmente, não me impressionou muito – isto porque, de momento, o que procuro num livro vai um pouco para além do que este me ofereceu.

Apesar disso, julgo ser uma boa aposta para os leitores mais jovens e que estejam interessados na temática que o livro aborda.

Classificação: 5/10 – Razoável


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.