Home / 7/10 / [Opinião] O Segredo de Copérnico, de Jean-Pierre Luminet

[Opinião] O Segredo de Copérnico, de Jean-Pierre Luminet

Autor: Jean-Pierre Luminet
Título Original: Le Secret de Copernic (2008)
Editora: Editorial Presença
Páginas: 420
ISBN: 9789722340649
Tradutor: Filipe Guerra
Origem: Recebido para crítica 
Sinopse: Sob a forma de uma biografia romanesca, O Segredo de Copérnico permite-nos descobrir aspectos da pessoa que se esconde por trás da figura deste extraordinário pensador e da sua vida. No início do século XVI, em Cracóvia, Copérnico vive numa época controversa, exercendo as suas múltiplas funções de astrólogo, médico e de homem da Igreja. Ainda assim, Copérnico prossegue as suas investigações sobre a organização do Cosmos, tal como a haviam estabelecido Ptolomeu e Aristóteles séculos antes, derrubando-a e colocando o Sol no centro do nosso Universo. Este romance pinta com forte colorido uma época de grandes mudanças, iluminando os debates teológicos e científicos de então.
Opinião: Sou uma amante de História e tenho uma boa dose curiosidade e admiração pelos assuntos das estrelas, por isso parti para este livro com uma enorme expectativa.

O Segredo de Copérnico conta a história do cónego polaco, Nicolau Copérnico, que teve a ousadia de propor, contra todo o conhecimento existente até então, que era a Terra que girava em torno do Sol e não o contrário – o famoso heliocentrismo. Está provado que Copérnico não foi o primeiro a colocar essa hipótese, mas mesmo com algumas falhas menores, foi o primeiro que conseguiu prová-la.

Ao longo deste livro, assistimos a um relato bastante fiel (pelo menos é o que me parece) da vida de Copérnico. A contextualização é também bastante boa, na medida em que nos permite ter uma noção dos jogos de poder e de influências existentes na altura. Contudo, achei que houve por vezes algum exagero na descrição das partes “políticas”, o que faz com que várias vezes a leitura se torne mais arrastada. Para além disso, e como a sinopse muito bem refere, estamos perante uma biografia romanesca e não propriamente um romance histórico, o que significa que não devem esperar encontrar grande emoção neste livro. Esperem sim a apresentação de um bom trabalho de investigação.

Sinceramente, e por ser fã do romance histórico, preferiria ter lido um livro mais apaixonante e menos descritivo, mas sem dúvida que cumpre os objectivos a que se propôs. 

Classificação: 7/10 – Bom

[Livro n.º 10 do meu Desafio de Leitura]


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.