Home / 8/10 / [Opinião] O Assassinato de Roger Ackroyd, de Agatha Christie

[Opinião] O Assassinato de Roger Ackroyd, de Agatha Christie

6387714
Autor: Agatha Christie
Título Original: The Murder of Roger Ackroyd (1926)
Editora: RBA Coleccionables
Páginas: 239
ISBN: 9788447359042
Tradutor: Alberto Gomes
Origem: Comprado 
Sinopse: Roger Ackroyd sabia demais. Sabia que a mulher que amava envenenera o primeiro marido, um homem extremamente violento, e suspeitava que ela era vítima de chantagem. Agora, que as trágicas notícias sobre a sua morte apontavam para um suícidio por overdose, eram muitas as perguntas que pareciam não ter resposta. Mas quando pensava estar perante as primeiras pistas sobre o caso, Ackroyd ver-se-ía envolvido num homicídio brutal: o seu! O Dr. Sheppard, médico da aldeia, fala então com o vizinho, um detective reformado que escolhera o campo para passar tranquilamente os seus últimos anos de vida. A escolha não podia ser mais acertada pois o pacato vizinho era nem mais nem menos que o belga Hercule Poirot…

 

Opinião: Estou cada vez mais fã dos clássicos policiais da Agatha Christie. O Assassinato de Roger Ackroyd tem todos os elementos característicos das suas histórias (pelo que já me foi dado a ver), mas o que se destaca é a forma como ela escolhe contar a história ao leitor. À medida que a história avança, parece embrulhar-se cada vez mais e a impressão é que estamos a entrar num beco sem saída, mas no fim tudo se resolve. Como já afirmei anteriormente, as pistas estão todas lá para que as desvendemos, se utilizarmos as nossas célulazinhas cinzentas 🙂

Hercule Poirot é uma personagem fantástica, completamente cativante. Todo e qualquer pequeno detalhe lhe chama a atenção e normalmente são coisas decisivas para desvendar o autor do crime em causa. Neste livro em particular, parece mais enigmático que nunca, mas no final descobrimos porquê.

Já que falo no final, deixem-me dizer-vos que é verdadeiramente surpreendente. O culpado é a última pessoa de quem nos lembraríamos. Tive a infelicidade de, há uns tempos, tropeçar num comentário que me fez começar a suspeitar do autor do crime antes da revelação final, mas ainda assim é uma história extremamente bem urdida e emocionante. Recomendo!

Classificação: 8/10 – Muito Bom


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.