Home / 7/10 / [Opinião] Sebastian, de Anne Bishop

[Opinião] Sebastian, de Anne Bishop

Autor: Anne Bishop
Título Original: Sebastian (2006)
Série: Efémera #1
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 375
ISBN: 9789896370787
Tradutor: Cristina Correia
Origem: Ganho em passatempo
Sinopse: Bem-vindos a Efémera, onde a terra se altera em resposta aos mais profundos desejos e medos dos seus habitantes. Há muito tempo, Efémera foi dividida em inúmeras paisagens mágicas ligadas somente por pontes. Pontes que podem levar quem as atravessa para onde realmente pertence e não ao local onde pretende chegar. Numa dessas paisagens habitada por demónios e onde a noite impera, o meio-íncubo Sebastian delicia-se em prazeres obscuros. Contudo, aguarda-o um destino devastador. Uma aprendiza descuidada libertou um mal antigo que agora se agita – e o reino de Sebastian poderá ser o primeiro a sucumbir… Mas em sonhos, ela chama por ele: uma mulher que não deseja mais do que ser amada e sentir-se protegida – uma mulher pela qual ele anseia mas que sabe poder vir a destruí-la. Ela é Lynnea, e o seu improvável romance está no centro da batalha que se trava entre a luz e as trevas.

Opinião: Depois de vários livros centrados no mundo das Jóias Negras (Trilogia, Teias de Sonhos e Anel Oculto), eis que somos confrontados com um novo mundo criado pela imaginativa Anne Bishop. Gosto muito da forma como esta autora cria de raiz mundos tão interessantes e originais: por mais improváveis que sejam as suas características, a forma habilidosa como são construídos e descritos confere-lhes uma enorme sensação de realismo.

Achei a história interessante, mas curiosamente as personagens de que mais gostei não foram as que são referidas na sinopse e que constituem o casal romântico do livro. Gostei especialmente da Paisagista proscrita (Glorianna Belladonna, a protagonista do segundo volume desta colecção) e do melhor amigo de Sebastian, o Provocador. Confesso que a personagem principal do livro – que lhe dá nome – nunca me convenceu completamente. Por outro lado, e ao contrário do que se passou com os vilões do mundo das Jóias Negras, achei o vilão desta história, o Devorador do Mundo, e as suas criaturas, muito convincentes… Completamente horripilantes e perversos!

Resumindo, gostei do novo mundo e da história. Entreteve, sem ser uma leitura compulsiva. De algumas personagens, esperava um pouco mais… Mas é certamente uma autoras para continuar a acompanhar, já em Março, com Belladonna.

Classificação: 7/10 – Bom

PS: Obrigado à Saída de Emergência por me ter presenteado num dos seus passatempos com este livro!


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.