Home / 9/10 / [Opinião] Excertos dos diários de Adão e Eva, de Mark Twain

[Opinião] Excertos dos diários de Adão e Eva, de Mark Twain

8388900
Autor: Mark Twain
Título Original: The Diaries of Adam and Eve (1904)
Editora: Cavalo de Ferro
Páginas: 96
ISBN: 9789896230715
Tradutor: Hugo Freitas Xavier
Origem: Comprado
Sinopse: Publicados entre 1904 e 1906 estes Diários, “traduzidos do manuscrito original”, causaram sensação à época, tendo mesmo sido banidos das bibliotecas de alguns estados americanos. O humor de Mark Twain subverte e recria, em ambiente de guerra dos sexos, a história bíblica.

Opinião: Na história da literatura norte-americana, existe um nome onde a sua importância é enorme: Mark Twain.

Ele não foi só o criador de Tom Sawyer e de Huckleberry Finn, foi também um dos primeiros escritores humorísticos, sendo até um dos primeiros escritores a usar o humor nos seus romances e contos. Um dos mais famosos contos, que mais vale a pena ler, saídos da pena de Mark Twain foi Excertos dos diários de Adão e Eva” que fala sobre o primeiro round da guerra mais longa de todos os tempos, que dura até os nossos dias, a famosa ” guerra dos sexos” , neste caso, Adão contra Eva.

É um livro curto, que se lê de uma penada, sempre de sorriso aberto, e por vezes até deixámos soltar uma gargalhada forte, quando nos revemos nalgumas atitudes de Adão, no caso dos homens, ou de Eva, no caso das mulheres, o que só demonstra a genialidade deste grande escritor que apenas queria ser piloto de barcos a vapor.

Existem várias edições deste conto, seja em edição própria, a mais conhecida é da Cavalo de Ferro, assim como inserida em colecções de vários contos do autor. Quer num caso, quer noutro, acho que passa por ser indispensável a sua leitura.

É de relações humanas, tal como as conhecemos, que se fala neste livro, que foi muito polémico na altura em que foi publicado, assistimos às reacções de Adão, sempre despreocupado com a vida, e da Eva, mais poética e filosófica mas sempre ingénua como, por exemplo, ter pena de ver a lua cair.
Desde ver o Adão a estudar Caim, seu filho, e pensar que ele era um peixe, ou um animal esquisito,” talvez um peixe ou um urso que faz sons esquisitos “, mas que até era parecido com eles, até à mania de Eva pôr nomes em tudo o que era objecto, o conto, é fabuloso e muito hilariante.

E depois termina desta maneira tão simples, mas tão apaixonadamente bonito.

“… Depois de tantos anos, vejo que me enganei a respeito de Eva. Reconheço hoje que é melhor viver fora do Parque com ela do que no Parque sem a sua companhia. No começo achava que ela falava muito, mas agora ficaria triste se essa voz não soasse perto de mim, pois sem ela não haveria aprendido o sentido da vida.”

Ou seja, onde Eva estava, era o Éden.

9/10 pelos momentos divertidos que cria quando o lemos. E ler deverá ser sempre um prazer. – Ricardo

Classificação: 9/10 – Excelente


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.