Home / 8/10 / [Opinião] Lisboa Triunfante, de David Soares

[Opinião] Lisboa Triunfante, de David Soares

Autor: David Soares
Ano de Publicação Original: 2008
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 415
ISBN: 9789896370831
Origem: Recebido para crítica
Sinopse: Lisboa Triunfante é um romance épico sobre a rivalidade entre duas figuras misteriosas, cuja contenda milenária se cruza com a história da capital portuguesa. Desde as origens pré-históricas de Lisboa até aos anos turbulentos que antecederam a implantação da República, passando pela elevação da cidade a capital do Reino por Afonso III e pela construção enigmática do Mosteiro dos Jerónimos, a galeria de personagens que dão vida a Lisboa Triunfante contém figuras como Frei Gil de Santarém, D. João V e Aquilino Ribeiro. Reunindo elementos de romance histórico e fantástico, este é o livro definitivo sobre uma Lisboa mágica, que possui tanto de reconhecível quanto de maravilhoso. Lisboa Triunfante é um triunfo da imaginação.

Opinião: Este foi o primeiro livro que li do escritor português David Soares, também autor de Os Ossos do Arco-Íris e A Conspiração dos Antepassados, para além da participação no livro de contos A Sombra Sobre Lisboa. Fica desde já o agradecimento à Saída de Emergência por me ter proporcionado a oportunidade de ler este livro.

Lisboa Triunfante percorre momentos da história da cidade, agregando elementos históricos, fantásticos e de horror, que constituem uma mistura no mínimo interessante. Os momentos históricos de que falo proporcionam-nos igualmente o encontro com diversas personagens de vulto na nossa história, como Aquilino Ribeiro, D. João V, Sá de Miranda ou D. Afonso III, cuja participação vai sendo entrelaçada com a presença de duas figuras míticas, o Lagarto (por vezes representado pel serpente) e a Raposa, eternos inimigos.

O meu gosto pessoal levou-me inevitavelmente a regozijar-me principalmente dos elementos históricos do livro. Os meus parabéns ao autor pela visível extensa pesquisa histórica, que emprestam bastante verosimilhança às personagens e à própria imagem histórica da cidade de Lisboa. Por outro lado, achei muito intrigante a constante presença da Raposa (principalmente esta) e do Lagarto em todas as fases que compõem o livro… O final trouxe finalmente a revelação das suas motivações e posso dizer que foi surpreendente! Gostei também das reflexões finais acerca da importância da imaginação… dão que pensar! O que menos gostei foi dos elementos de horror presentes no livro, porque muito sinceramente não sou fã do género.

Uma nota final para a escrita do David Soares: escreve muito bem e tem um vocabulário muito rico. Fiquei surpreendida!

Classificação: 8/10 – Muito Bom


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.