Home / 10/10 / [Opinião] A Tormenta de Espadas, de George R.R. Martin

[Opinião] A Tormenta de Espadas, de George R.R. Martin

a tormenta de espadasAutor: George R.R. Martin
Título Original: A Storm of Swords (2000) – 1.ª metade 
Série: As Crónica de Gelo e Fogo #5 | A Song of Ice and Fire 3.1
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 538
ISBN: 9789896370718
Tradutor: Jorge Candeias
Origem: Comprado

Sinopse: Os Sete Reinos estremecem quando os temíveis selvagens do lado de lá da Muralha se aproximam, numa maré interminável de homens, gigantes e terríveis bestas. Jon Snow, o Bastardo de Winterfell, encontra-se entre eles, debatendo-se com a sua consciência e o papel que é forçado a desempenhar.
Todo o território continua a ferro e fogo. Robb Stark, o Jovem Lobo, vence todas as suas batalhas, mas será ele capaz de vencer as mais subtis, que não se travam pela espada? A sua irmã Arya continua em fuga e procura chegar a Correrrio, mas mesmo alguém tão desembaraçado como ela terá dificuldade em ultrapassar os obstáculos que se aproximam.
Na corte de Joffrey, em Porto Real, Tyrion luta pela vida, depois de ter sido gravemente ferido na Batalha da Água Negra, e Sansa, livre do compromisso com o rapaz cruel que ocupa o Trono de Ferro, tem de lidar com as consequências de ser segunda na linha de sucessão de Winterfell, uma vez que Bran e Rickon se julgam mortos.
No Leste, Daenerys Targaryen navega na direcção das terras da sua infância, mas antes terá de aportar às cidades dos esclavagistas, que despreza. Mas a menina indefesa transformou-se numa mulher poderosa. Quem sabe quanto tempo falta para se transformar numa conquistadora impiedosa?

Opinião: De repente, sem dar por isso, o quinto volume da saga Crónicas de Gelo e Fogo, A Tormenta das Espadas, acabou. Para mim, este foi dos melhores livros de George R.R. Martin. Não há dúvida de que já não há palavras para descrever a genialidade desta obra e o mais que posso dizer é que recomendo vivamente a leitura. Agora é (des)esperar pelo próximo volume, previsto para Novembro.

A Tormenta das Espadas mantém o ritmo alucinante da história. A luta pelo poder é ainda o ponto central da acção, mas surgem novos interesses que abrem horizontes para novas estórias. A exploração das personagens continua cativante e faz com que, no final de cada capítulo, só queiramos prosseguir a leitura. Por isso, não posso deixar de me surpreender com a capacidade imaginativa do autor. Afinal, depois de cinco volumes (na realidade dois livros e meio completos), ainda nos consegue surpreender e impressionar. Há sempre pormenores a desvendar, há sempre formas de nos descrever a proximidade entre determinadas personagens sem nunca o mencionar, há sempre oportunidade de vermos a história segundo a perspectiva dos bons e dos maus.

É verdade que a história e as personagens são muito boas, mas a escrita suave, realista e fluída de George R. R. Martin também facilita esta minha (nossa) paixão. Mesmo não vendo, conseguimos imaginar os cenários na perfeição e, sobretudo, vivê-los como se estivéssemos dentro da história (e quem me dera estar!). A melhor sugestão que vos posso dar é que leiam. Experimentam um dos volumes e vão querer ler até ao fim. Sim, eu bem sei quão chato será saber que o final da saga ainda vai demorar…. infelizmente! – Cristina

Classificação: 10/10 – Obra-prima


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.