Home / Blogue / Mais que um livro

Mais que um livro


Quem, como eu, gosta de ler e tem de andar diariamente em transportes públicos, decerto que aproveita esse tempo para avançar com as suas leituras, fazendo com que a viagem decorra mais depressa e de forma mais prazenteira.


Ontem, quando ia a meio caminho entre a minha casa e a estação de comboios, apercebi-me que me tinha esquecido de trazer o livro que ando a ler para me acompanhar nas viagens de ida e volta. A verdade é que ambas se revelaram um autêntico suplício: 25 minutos para lá, mais 25 minutos para cá tornaram-se em viagens de 2 horas em cada sentido. Olhei pela janela, apreciei a paisagem, reparei no que as outras pessoas iam a ler, notei alterações no ritmo do balanço do comboio, tentei de tudo para me distrair e fazer com que a viagem chegasse depressa ao fim… Mas acima de tudo, senti falta do aconchego de ir lendo e folheando páginas, imersa numa história muito para além das pessoas que me rodeavam, das suas conversas e do constante movimento de passageiros. Nessas alturas, um simples livro torna-se em muito mais do que isso: é um companheiro, um amigo, que, tal como uma pessoa querida, faz sentir a sua falta quando não está. – Célia M.


(Imagem do post retirada daqui)




Sobre Célia

  • Flicka

    É mesmo, o livro é o melhor companheiro da viagem. Eu levo, pelo menos, um livro sempre comigo que cabe dentro da mala! Verifico sempre se tenho o livro antes de sair de casa. É como se diz, não posso passar um dia sem o livro. lolol… Por isso, ate agora, isto de esquecer o livro não me aconteceu, mas se tal acontecesse, acho que ficaria deprimida e cheia de saudades. ;o)

  • djamb

    Tb não dispenso um bom livro nos meus percursos em transportes públicos. Mais que me fazer companhia, repelir o tédio e me afastar do ambiente à minha volta, a leitura de um livro torna-se um vício que, por vezes, até desliga os sons que me rodeiam, fazendo com que eu quase perdesse as paragens em que tinha de sair, mais que uma vez. 🙂

  • Dreamfinder

    Como eu te compreendo… Se me esqueço do livro para levar na viagem de autocarro está tudo estragado. O meu dia não pode começar pior!
    Beijinhos*

  • Anny

    Já fui uma utilizadora mais assídua dos transportes públicos, no entanto, sempre que o faço existem duas coisas que me acompanham: o mp3 e um livro. Chego mesmo ao ponto de trazer esse mesmo livro na minha pasta da faculdade, mesmo que não tenha tempo para lhe pegar. Já é o bichinho.

  • Canochinha

    Flicka, eu chego ao ponto de comprar malas em função do seu tamanho poder ou não albergar livros 😀

    Djamb, eu tenho alguns problemas de concentração com os ruídos à volta por isso opto sempre por levar música para acompanhar as minhas leituras 🙂

    Dreamfinder, ontem foi muito mau… Parece que me tinham arrancado um bocado!

    Anny, primeiro que tudo bem-vinda a estas paragens! Tal como tu, também faço acompanhar as minhas leituras nos transportes com a música porque não me consigo concentrar com as conversas laterais… E também eu ando sempre com um livro atrás, em quase todas as situações – tirando quando a minha cabeça de vento se esquece de o guardar 🙂

  • Ablazze

    Concordo plenamente! Desde que ganhei o hábito de ler nos transportes públicos parece que a viagem passa mais depressa ( quem me dera que durasse mais pois ás vezes tenho de interromper logo numa parte interessante!!!)Posso dizer que a maior parte dos livros que li recentemente foram quase todos lidos no autocarro:P

  • Sofia

    Percebo perfeitamente o que dizes. Também sinto o mesmo quando por alguma razão não trago o livro do momento comigo. Já é algo que faz parte 😉

  • Menphis

    Ás vezes digo que tenho mesmo pena de não viver muito longe do meu trabalho para ir lendo, assim sempre lia mais uma bocadinho do que leio. É que a viagem que faço nos transportes públicos dura 15/20 minutos e isso não é nada, embora leve muitas vezes um livro e o leia , principalmente à noite, mas nunca avanço muito na leitura.

    Mas, no teu caso, eu era bem capaz de comprar um jornal ou uma revista qualquer só para ir entretido a ler. E não precisa de ser um jornal generalista, uma revista de livros, uma coisa que gostasses.

    PS: que aguarela lindíssima e já vi o portfólio dela, tem coisas muito bonitas e imagens bem inspiradoras.

  • Anonymous

    🙂
    Apesar de não andar em transportes públicos, tenho sempre um livro comigo, dentro da mala XL, dentro de um saquinho ou simplesmente no carro, pq ás vezes é necessário esperar ou ir a algum lugar imprevisto ando sempre com um livro, ás vezes enquanto o meu marido abastece o carro agarro no livro, posso até não ler nada de jeito mas passo as folhas, leio alguma passagem que gostei mais, enfim, um vicio … ajuda tb conseguir ler em qualquer lugar, mesmo com muito barulho …
    SL

  • Canochinha

    Abblaze, acontece-me inúmeras vezes ser obrigada a parar a leitura precisamente nos momentos mais interessantes e é tão frustrante!

    Sofia, os livros são de facto uma companhia inseparável… E é tão frustrante quando ficam para trás sem querer…!

    Menphis, os transportes públicos são sítios excelentes para empregar tempo na leitura. No meu caso, mesmo não sendo muito tempo a viagem, dá para avançar um bom bocado porque vou quase sempre sentada. Porque ler à noite, sinceramente, não me dá rendimento nenhum… Quando me deito e me ponho a ler, passados 10 minutos já estou a fechar os olhos 🙂
    Quanto às aguarelas, são realmente lindíssimas!

    SL, eu confesso que não me consigo concentrar em sítios com muito barulho… Tirando se esse barulho for música! De qualquer modo, qualquer brechazinha é boa para ser ler mais umas páginas 🙂

  • Ferncarvalho

    Sem dúvida!
    Já me aconteceu o mesmo, mas na hora do almoço do emprego… foi horrível!! lol

  • Canochinha

    ferncarvalho, infelizmente a hora do almoço é um período que tempo que não posso aproveitar para ler… com muita pena minha! 🙂

  • tonsdeazul

    Costumo andar sempre com um livro quando vou ao médico, pois fico sempre horas de seca à espera e assim com uma boa história é sempre mais fácil. 🙂
    Em viagem como ando quase sempre acompanhada não dá, uma vez que vamos sempre na cavaqueira!

  • Canochinha

    tonsdeazul, ter um livro por perto é a melhor maneira de atenuar os tempos de espera… sem dúvida!!

  • Iceman

    Como eu te compreendo.

    Desde que vim morar para Rio de Mouro, e já lá vão 12 anos, adquiri o hábito de ler no comboio e de facto a viagem passa num ápice, sem contar também a chatice, já me aconteceu por três vezes, de deixar passar a estação de saída por ir tão embrenhado no livro. Mas, passe esse pormenor, compreendo perfeitamente essa angústia.

    No entanto eu há uns dois anos adquiri também o hábito de ter um livro apenas para ler nos transportes públicos e na hora de almoço. Como tenho de levar uma pasta com documentos que uso diáriamente, acabo por manter um livro na mesma, só o tirando quando o leio.

  • Canochinha

    Iceman, nunca me aconteceu passar a minha estação por estar embrenhada num livro, mas às vezes a vontade de continuar a viagem é imensa! De qualquer modo, tenho alguma dificuldade quando quero ler livros maiores porque normalmente só leio um de cada vez.