Home / 8/10 / A Fúria dos Reis

A Fúria dos Reis

Começam a faltar elogios para os livros de George R. R. Martin. O terceiro volume de Crónicas de Fogo e Gelo, A Fúria dos Reis, volta a deixar-nos arrebatados. Os momentos de suspense, de desilusão, de alegria ou de pura descontracção sucedem-se.
Seja na ficção ou na realidade, o poder é sempre uma grande atracção. Todos o querem, mesmo que, para isso, algumas cabeças tenham de rolar, salvo seja. N’ A Fúria dos Reis assistimos à ascensão de quatro reis que disputam entre si um único trono. Embora o livro descreva algumas das batalhas travadas, este centra-se, sobretudo, nos jogos de bastidores. Nas intrigas, nos acordos e nas cedências que cada uma das personagens está disposta a fazer para conseguir o que quer (títulos, dinheiro, casamento) ou a paz do Reino. Não é de estranhar, por isso, que, nesta obra, se explore o lado mais perverso e escuro das personagens. E é impossível não ficarmos surpresos com o que se descobre sobre cada uma delas. Pessoalmente, não posso deixar de expressar a minha admiração pela personagem que mais se desenvolve neste volume: Tyrion. O pequeno duende é apenas pequeno em tamanho, porque as suas artimanhas e a sua inteligência não olham a meios para atingir os fins… E muitas delas são do nosso agrado ou aguçam-nos o apetite para o que está para vir.
Como já é normal, e tendo em conta que este livro é a primeira parte de um volume, a história volta a terminar em alta e de forma surpreendente. O final inesperado deixa qualquer leitor com água na boca e, falando por mim, a leitura da saga só pode prosseguir. Que maravilha! – Cristina

8/10


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.