Home / Célia / Crepúsculo

Crepúsculo

A respeito de três aspectos, eu estava absolutamente segura. Em primeiro lugar, Edward era um vampiro. Em segundo lugar, uma parte dele – e eu não sabia qual era o poder dessa parte – ansiava pelo meu sangue. Por fim, em terceiro lugar, eu estava incondicional e irrevogavelmente apaixonada por ele.

Parti para a leitura deste livro com elevadas expectativas, pela euforia em volta da Saga e por algumas críticas positivas que li. A verdade é que as minhas expectativas não foram completamente confirmadas. Mas vamos por partes.

O livro, relatado na primeira pessoa, acompanha a jovem Bella, de 17 anos, na sua mudança para uma pequena localidade no norte dos Estados Unidos, para ficar em casa do pai. Começamos por acompanhar a sua adaptação a um novo ambiente, que inclui a ida para uma nova escola e o travar conhecimento com pessoas desconhecidas, entre elas o misterioso Edward e os seus irmãos. O livro prossegue com a descoberta por parte de Bella da verdadeira natureza de Edward, após se ter apaixonado por ele, e de uma série de peripécias que irão colocar a sua vida em risco.

Este livro é, na sua essência um page-turner. Sem grandes floreados em termos de escrita, Stephenie Meyer consegue levar o leitor ao longo de quase 500 páginas praticamente sem momento “chatos”, apesar de não se poder dizer que são propriamente de acção pois o foco principal do livro é mesmo a relação entre as duas personagens principais. Quanto a estas, senti a falta de profundidade na sua descrição… O que deixa uma sensação de superficialidade que não consigo evitar. Se em relação ao Edward até é compreensível porque a história é contada na primeira pessoa por Bella, quanto a esta é um bocado inglório. Por outro lado, achei o livro demasiado irreal. Ok, eu sei que um livro que meta vampiros é suposto ter o seu quê de irrealidade, mas ainda assim pode ser convincente e para mim não foi. Por último, esperei ficar assustada ou algo do género, até porque nunca leio livros dentro deste tipo, e isso também foi um anti-clímax.

Resumindo e concluindo, não me encheu as medidas. Terá muito provavelmente a ver com o facto de ter um público-alvo (young adult) do qual eu já não faço parte, e de as minhas necessidades como leitora já irem um bocado além disto. Talvez. Ainda assim, vou ler o resto da Saga… Nem que seja para dizer mal 😀 – Célia M.


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.