Home / Opiniões / A Ilha das Três Irmãs

A Ilha das Três Irmãs

Nunca tinha lido nada da Nora Roberts, mas a curiosidade já começava a apertar. N’ “A Ilha das Três Irmãs”, o primeiro livro da trilogia das Três Irmãs, todas as expectativas foram superadas. Numa escrita simples, a autora consegue captar a nossa atenção e, à medida que as páginas se vão virando, a tensão aumenta.

A história gira em torno de Nell Channing cuja vida familiar enfrenta um período conturbado. Para se afastar dos seus medos e do seu sofrimento, Nell engendra um plano de fuga que a faz surgir, de repente, na Ilha das Três Irmãs. A visitante torna-se uma cidadã estimada. Porém, para além dos segredos do passado, Nell esconde também um Poder. Ela é o Ar dos elementos Ar, Terra e Fogo, representados por outras personagens.

A autora consegue uma boa combinação entre uma história mágica e uma lição moral. O livro é sobre o conhecimento que temos (ou devemos ter) sobre nós e a força que devemos ter para superar as adversidades, sejam elas quais forem. Confesso que, no final, fiquei com uma sensação de feminismo no sentido em que, apesar de os homens terem de ajudar/cooperar, as mulheres são mais fortes do que julgam.

A leitura demorou algum tempo a entrar no ritmo certo, mas, quando entrou, o livro foi lido rapidamente porque é bastante interessante. A sua simplicidade e a sua realidade fazem com que possa ser transposto para o nosso dia-a-dia. Histórias assim não têm como não apaixonar… – Cristina


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.